Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Fronteira Final’

“E ao anjo da igreja que está em Esmirna, escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto, e reviveu: Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás. Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: O que vencer não receberá o dano da segunda morte” (Ap 2.8-11).

Abrangência/época: De100 a 312 (Ap 2.8-11).

Significado: Anestésico (Sofrimento).

Fato crítico: Não há.

Elogio: Suporta a perseguição.

Exortação: Sê fiel até a morte.

Galardão ao que vencer: Não morrerá.

Significado histórico: Auge da perseguição romana.

Identificação – Esmirna localizava-se na Ásia Menor, a cerca de 40 quilômetros ao norte de Éfeso e constituía-se rival desta. Possuía o principal porto da Ásia, voltado para o comércio do Mar Egeu. Fundada por volta do ano 1000aC e destruída 4 séculos depois pelos Lídios. Reconstruída por volta de 300aC, por Alexandre, o Grande. Pode-se ver ainda hoje as ruínas da antiga cidade, na moderna Izmir (de Smyrna), na Turquia.

Nela, segundo comentários da Bíblia de Estudo – Aplicação pessoal, havia uma luta interna entre judeus, que se opunham aos cristãos, e cidadãos que eram simpáticos ao domínio romano e à adoração ao imperador. Dado essa identidade peculiar, as perseguições eram frequentes.

Seu principal e talvez primeiro bispo fora Policarpo (de 70 a 160dC), natural da cidade e discípulo de João e, segundo a história, morto pela perseguição romana.

Por outro lado judeus, com uma grande colônia, ao se ajuntaram à adoração em suas sinagogas, serviam aos propósitos de Satanás e não aos de Deus, e acabavam por formar a “sinagoga de Satanás”, conforme a mesma fonte acima, que afirma ainda que a cidade era famosa por suas competições esportivas, mas a coroa final que o Senhor oferece – a coroa da vida (v10) – está acima do laurel que os competidores ganhavam – a coroa corruptível.

Em oposição a essa fidelidade, muito discutida na época, em função do domínio romano, o Senhor diz:

– “Sê fiel até à morte”, e dar-te-ei a coroa da vida” (2.10).

Esmirna mantinha inúmeros cultos e deuses com seus templos instalados no Monte Pagos – Apolo, Dionísio (Baco), Cibele: Representada em uma moeda e com uma coroa; Afrodite: a deusa da promiscuidade, da fecundação; Esculápio: Protetor da Medicina. Todos formavam uma verdadeira ‘sinagoga’ de Satanás, nome usado para nomear os judeus que se davam a tal adoração e, por conseguinte, perseguiam os cristãos.

Mirra – Esmirna deriva-se de mirra. Segundo Aurélio mirra é palavra de origem semítica; do grego myrrha. “Designação comum a duas árvores da família das burseráceas (Commiphora mallis e C. myrrha), originárias da África, cuja resina dimana por incisão e se usa como incenso e em perfumes, unguentos”. Também para embalsamar. Daí tem-se o contraste com o Cristo vivo:

– “E ao anjo da igreja que está em Esmirna escreve: Isto diz o Primeiro e o Último, que foi morto e reviveu”, 2.8.

Analgésico – Alguns preferem afirmar que Esmirna tem que ver com analgésico – que elimina a dor, elemento protetor natural ao homem. A dor faz com que fujamos daquilo que machuca, causa ferimentos e, portanto, dói. Se a criança coloca a mão no fogo, sentirá a dor da queimadura e a tendência natural é a de não fazer o mesmo novamente. O corte de uma faca, por exemplo, faz com que o cérebro humano emita reação semelhante.

Portanto, as pessoas acometidas de doença que elimina a dor necessitam de cuidadoso e constante acompanhamento para que não quebrem ossos, por exemplo. Quem não sente dor ao quebrar um órgão do corpo, poderá ser acometido de gangrena, em função da fratura e suas consequências não curadas, e morrer.

Pobreza – Esmirna era pobre, e conforme comentário de rodapé da Bíblia de Estudo Pentecostal (CPAD), o termo no original para designar a pobreza dessa cidade é ptocheia (que não possui nada). Esse termo indica alguém miserável, pobre por completo. O outro termo para pobreza no grego é peniah, que ou quem já possuí o essencial. “A pobreza dos cristãos em Esmirna era geral; economicamente, não tinham recursos, pois havia muitos escravos na igreja. Mas Jesus diz que eram ricos espiritualmente”. Enquanto Esmirna, uma igreja pobre é vista como rica; Laodicéia, que vivia em meio à riqueza é tida como pobre.

Perseguição – A Igreja naquela cidade vivia sobre constante perseguição, tribulação (aperto, pressão). Essa igreja passou pelo pior período da perseguição romana:

– “Não temas as coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de 10 dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida”, 2.10.

Parece que essa perseguição de 10 dias, faz referência a 10 imperadores ou ao período compreendido de seus governos que abrangeu o tempo de aproximadamente 200 anos – período dessa igreja. Para Esmirna o conselho é: “Sê fiel até a morte”.

Tentação (Provação) – Testados como se testa metal (dokimazetô), cf  1Co 11.28: “Examine-se a si mesmo”, para ser aprovado, no grego dokimos (conversão real, sinceros, 1Co 11.19), em oposição a adokimos (reprovado).

APLICAÇÃO

I – JESUS, ÚNICO DEUS – É (o único) Deus Eterno e Criador (“o primeiro e o último”);

II – RESSUSCITOU – O único que foi morto e ressuscitou (“que foi morto, e reviveu”);

III – UNISCIENTE – (“Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza”);

IV- SENHOR ‘DONO’ DE TUDO – (“mas tu és rico”);

V – TODO-PODEROSO – (“Nada temas das coisas que hás de padecer”);

VI – LEAL – (“Sê fiel até à morte”);

VII – VIDA ETERNA – (“dar-te-ei a coroa da vida”);

VIII – VITORIOSO – (“O que vencer não receberá o dano da segunda morte”).

A maioria das informações foi extraída do livro Fronteira Final (Escatologia), MESQUITA, Antônio, 2007, Fronteira Final, A Terra geme e chora, CPAD.

Anúncios

Read Full Post »

Nos últimos tempos, aquilo que era privilégio de algumas regiões, do Velho Mundo e dos Estados Unidos, hoje grassa o mundo. Temos muitos avanços sociais, porém, convivemos com outras realidades incompreensíveis, com cara mais para a Idade Média, que propriamente o século 21. Ainda nos debatemos com governos tiranos, ditadores; a falta de higiene do povo, a brutalidade humana, o desrespeito entre as pessoas, ignorância, pequenez mental…

Dentre alguns disparates fui atraído por algumas matérias da revista Veja desta semana (22/julh), e não pude deixar de comentar.

Avanços?

“Em termos sociais e políticos, a Espanha é um país tão à esquerda quanto possível na civilização contemporânea. Gays podem se casar e adotar filhos, todos os ministros da Defesa do Governo Zapatera se declararam pacifistas (“Prefiro morrer a matar”, disse um) e no ano passado o Parlamento aprovou uma lei que confere alguns direitos fundamentais aos grandes símios, como chipanzés e gorilas” (Viva el toro, Panorama, Veja, 22/7/09), que comenta a “barbárie pura” das touradas, envolvendo homens embriagados, no espetáculo grotesco em que os touros são mortos brutalmente mortos, aos poucos e de forma desumana, em uma festa politicamente correta, quando alguns homens também morrem, no espetáculo da cultura espanhola.

Em função do cuidado que o Criador tem com os animais, com foco ao gado, está explícito na Bíblia, quando diz: “Não atarás a boca do boi, quando trilhar”, Dt 25.4.

Cachorrada

Na capa a mesma revista, tem a manchete do avanço de uma cultura tipicamente capitalista, consumista e exibicionista, portanto, não menos materialista “Eles venceram – Cães e gatos são tratados como filhos em milhões de lares brasileiros, que gastam com eles 9 bilhões de reais por ano”. Como diz a esposa de um diretor de empresa, “prefiro meus cachorros a filhos”. Um amigo que morou nos Estados Unidos disse-me que muitas mulheres separavam-se de seus maridos para adotarem cães como companheiros.

Segundo a revista, nos Estados Unidos e Europa os bichos já são considerados humanos – como membros da família – por 30% da população. Essa mesma doença era exposta pela mulher citada acima, que chegava a influenciar a insinuar que os cães também farão parte da Eternidade e desfrutarão dos Céus.

Toda a reação desequilibrada, mostrada pela revista mostra, quando afirma que os donos não sabem impor limites, reflete os efeitos de uma sociedade doentia, distante do Criador e que, portanto, ama mais a criatura que o Criador, conforme sentencia a Bíblia.

Cachorro desfila em evento anual de moda canina, em Bangkok, na Tailândia (Foto: abril.com)

Cachorro desfila em evento anual de moda canina, em Bangkok, na Tailândia (Foto: abril.com)

Cuidar dos animais é obrigação de todos

No livro Fronteira Final, escrevo sobre a natureza e a mordomia cristã. Algumas bandeiras naturalmente cristãs, portanto nossas, foram “transferidas” pelo secularismo, como fumar faz mal à saúde; sexo fora do casamento causa males, desajustes e transtornos; filantropia (assistência social); e o próprio cuidado com o meio ambiente.

“A primeira referência que trata da responsabilidade do homem com a natureza está em Gênesis. Ao homem foi dada a missão de lavrar (fazer uso), e de guardar (proteger), a Terra. A determinação divina indica a ação humana como mordomo e não como explorador negligente. Mordomo porque a Terra e tudo o que nela há é do Senhor. Ninguém é (ou pode ser) dono eterno de nada, muito menos da Terra ou de qualquer porção dela.”

Quando o Senhor estabelece a possessão de Canaã a Israel, “estabelece regras que visavam o descanso e reciclagem da terra (Lv 25). Os animais também deveriam ter o devido respeito dos moradores da terra, quisessem estes ter seus dias prolongados”.
Com isso, “O Senhor preocupou-se com detalhes que inclui o ser indefeso e frágil, presa fácil da maldade, como o filhote e a mãe-pássaro. Esta deveria receber o devido cuidado e carinho para continuidade da criação”. “Quando encontrares algum ninho de ave no caminho, em alguma árvore ou no chão, com passarinhos, ou ovos, e a mãe posta sobre os passarinhos ou sobre os ovos, não tomarás a mãe com os filhos; deixarás ir livremente a mãe e os filhos tomarás para ti; para que bem te vá, e para que prolongues os dias”, Dt 22.6-7.

Cachorros educados, homens mal educados

O pior é notar a orientação de adestradores de cães, que indicam primeiramente aos donos a educação, para depois educar os animais. É a receita para não ter que arcar com causas semelhantes às dos filhos: animais neuróticos!

Mas isso não é tudo, pois existe um fundo de verdade. Pessoas violentas e que não tratam seus animais com equilíbrio, influenciam os próprios bichos. Se por um lado, o Juízo Problemático dos espanhóis, é assustador, ao incluir os macacos em pé de igualdade aos homens, o jornalista Marcelo Marthe, insere na matéria da Veja, a apologia do filósofo australiano Peter Singer. Ele “defende a igualdade plena de direitos entre homens e animais”. Segundo a revista, a dificuldade de Singer perceber a superioridade humana sobre os animais “uma forma de discriminação tão insustentável quanto o racismo” (se bem que racismo, deriva-se de raça e quem a detém são, somente, animais, pois o homem é um ser único e não deriva-se de raças, mas de etnias).

Vemos pessoas beijando bocas de cachorros, bichos que não guardam nenhum conceito de higiene, que lambem órgãos seus e de outros, desguarnecidos de qualquer proteção, senão tomados por milhares de bactérias, dentre outras ações imundas, enquanto crianças são preteridas, como na filosofia da mulher do diretor. Por outro lado, creches públicas, lares e casas de menores estão lotados de crianças à espera de adoção, e que poderiam ser educadas, receber amor e carinho humanos, com muito menos investimento.

Vale observar que sempre gostei e já criei várias espécies de animais. Atualmente criamos dois cachorros – um de grande porte e outro pequeno. Minha esposa é que mais cuida dos dois, como indica a pesquisa da revista Veja, com 66% às mulheres, porém, fico preocupado quando viajamos e deixamos os bichos a sós em casa, embora com todos os cuidados preestabelecidos.

Transformação humana

“Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda impiedade e injustiça dos homens que detêm a verdade em injustiça; porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade, se entendem e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem do homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis”, Rm 1.18-23 (Meio Ambiente: Qual é a nossa mordomia?, do livro Fronteira Final/CPAD, Antônio Mesquita).

Read Full Post »

A partir do livro Fronteira Final surgiu a ideia do blog

A partir do livro Fronteira Final surgiu a ideia do blog

O blog Fronteira Final completa 100 mil acessos (o equivalente à população de uma cidade de porte médio), com novo design. O tema escolhido do design leva o nome de Mistylook, criado pelo indiano Sadish Bala, que mora nos EUA. Ele é criador de temas populares do WordPress.

A ideia de lançar o blog surgiu como referência ao livro que leva o mesmo nome e trata das últimas coisas, contextualizando fatos pós-modernos, como Degelo polar, meio ambiente, superaquecimento global, e crise financeira, e profecias escatológicas. 

Estatísticas

O primeiro post ocorreu no dia 13 de janeiro de 2008. 

Os assuntos mais vistos foram:

1) Apuração Online – CGADB 2009;

2) Novo estatuto que regerá eleições da CGADB valerá a partir de abril de 2009;

3) Pastor Wellington vence as eleições da CGADB mais uma vez;

4) Confira os números oficiais da eleição da CGADB;

5) Caminho das Índias e a Simpatias com o Diabo

As eleições da Convenção Geral das ADs em Vitória foi o tema mais procurado

As eleições da Convenção Geral das ADs em Vitória foi o tema mais procurado

O dia mais agitado foi 23 de abril de 2009, com 15.130 acessos e o assunto predominante foi Apuração Online – CGADB 2009.

O número de material postado, entre artigos, notícias e informações chegou a 107 (posts). 

Número de visitas em 2008 chegou a 26,5 mil e em 2009 até junho chegou a 71 mil. O mês mais movimentado foi abril/2009, com 46,9 mil acessos. A média diária do mesmo mês chegou a pouco mais de 1,5 mil. 

Recorde durante a Convenção Geral 

Durante a realização da 39ª Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB), o aumento do índice de visitas no blog Fronteira Final foi de 1.463,08%. 

O motivo do crescimento foi o resultado de um trabalho exaustivo de divulgação da apuração da eleição. Assim que a mesa apuradora divulgava no telão os números, o blog os publicava quase simultaneamente, até final do resultado. 

Os números saltaram do total de 26,5 mil durante o ano todo de 2008, para 52,7 mil em menos de quatro meses de 2009 (janeiro a 26 de abril), totalizando 79,2 mil acessos. Devido ao crescimento, no dia 24, o WordPress, site hospedeiro, recomendou o Fronteira Final

Países que acessam o blog 

Além do Brasil, outros 41 países acessam o blog. As consultas vão desde os Estados Unidos (com maioria número de acesso), Japão e países da Europa e África, ao Líbano. 

Links mais acessados 

Já os links mais acessados a partir do Fronteira Final foram, pela ordem:

1)    CGADB;

2)    Blog do pastor Geremias do Couto; e

3)    Blog do pastor José Wellington.

Os termos de busca (para encontrar o blog) seguiram a seguinte ordem:

1) cgadb;

2) cgadb eleições;

3) cgadb 2009;

4) fronteira final e cpad.

Read Full Post »

Se o homem não deixar de consumir combustíveis fósseis também não terá como minimizar as consequências da braveza dos mares que, de imediato destruirá várias cidades costeiras. E se o consumo deixar de acontecer agora, o homem ainda sofrerá os danos provocados à atmosfera pelo período de 30 a 50 anos, até que o gás já emitido seja dissipado. 

Com o atual retrato a previsão é de que a água deverá subir entre 4 e 5m de altura. Nos Estados Unidos as principais cidades a serem atingidas são Baltimore, Miami, Nova Orleans, Nova Iorque e até Washington, além de Londres, na Inglaterra. 

Nova Orleans sofreu com o Katrina, mas nada foi feito para minimizar novas catástrofes, segundo cientistas, que prevêem outros furacões

Nova Orleans sofreu com o Katrina, mas nada foi feito para minimizar novas catástrofes, segundo cientistas, que prevêem outros furacões

Além dessas, outras cidades costeiras do mundo sofrerão o mesmo efeito, devido às alterações do derretimento das calotas polares e de grandes geleiras. À medida que as calotas derretem aparecerão áreas escuras (antes gélidas e claras), onde o sol ganhará força de impacto, fenômeno chamado pelos cientistas de Efeito Feedback. 

Esse desaparecimento também indica que o homem presenciará mudanças na Terra. Mas, atualmente, já se registra o desaparecimento de geleiras em todo o mundo. Nas últimas 3 décadas, cerca de 25% das geleiras peruanas desapareceram. 

Esse registro ocasiona outro efeito nas regiões afetadas. As mudanças, por serem radicais, exigem alterações e respostas rápidas do homem na questão da sobrevivência. Os exemplos registrados até hoje mostram que a segunda parte não acontece.

Ao nível dos oceanos que aumentam junte-se o calor nos mares. No ano 2000, um acontecimento jamais visto deixou cientistas perplexos. Uma barreira de 11 mil metros quadrados de gelo desprendeu-se da calota da Antártida e em torno de 3 trilhões de toneladas de gelo seguiram mar adentro. 

Caso somente o gelo da Antártida e da Groelândia se derreta, o nível do mar aumentará até 9m, segundo previsão científica.  

Programa Grace 

A seriedade da situação fez com que a entidade científica de influência global, a Nasa, se unisse a outra agência alemã, para juntas construírem o Programa Grace, com o objetivo de ‘bisbilhotar’ os efeitos do degelo. O programa lançou os satélites Tom e Jerry, que há cinco anos medem as alterações gravitacionais ocasionadas pelo derretimento de gelo na Groelândia e na Antártida. Toda a água compactada em blocos de gelo ao derreter, ocasiona mais pressão por ocupar mais volume no espaço. 

Satélites monitoram os efeitos do degelo na pressão atmosférica

Satélites monitoram os efeitos do degelo na pressão atmosférica

Segundo cientistas o calor derrete entre 100 e 200 bilhões de toneladas de gelo por ano. 

Invasão de mares 

Em muitos lugares do mundo o mar é o responsável pela perda de terra seca em função ao aumento de seu nível. Em Bangladesh fazendeiros perderam áreas de plantação de arroz por causa da invasão de água salgada do mar. Além de causar sérios problemas sócio-econômicos, provocando a mudança de comportamento de animais e migrações em massa para países desenvolvidos, o risco da falta de água potável é outro grande problema a enfrentar. 

No Rio de Janeiro 

Em São João da Barra, no norte fluminense, uma maré alta destruiu um prédio de quatro andares, em 5 de abril de 2008. Nos últimos 35 anos, o mar avança a média de 3m a cada 12 meses. Mais de 200 casas já foram destruídas pelas ondas, desabrigando moradores. 

Segundo pesquisas do Departamento de Engenharia Cartográfica da Universidade do Estado de Rio de Janeiro (Uerj), nos últimos meses a erosão tem se acelerado, além do previsto e avançou 7m, o dobro da média anual, medida desde a década de 50. 

Nos Estados Unidos 

A cada dia a água do mar invade 30cm de área da cidade de Luziânia (EUA) e grandes áreas de terra são consumidas pelo mar. Na mesma região, 13 ilhas desapareceram nos últimos 100 anos e a remanescente Ilha Robert já perdeu 8m de terra desde junho de 2008. 

No século passado, os Estados Unidos sofreram a ação devastadora provocada por 167 furacões. Os mais violentos foram o Vilma, Rita e o Katrina. 

O Projeto Argo, lançado para medir o estado físico dos oceanos, mostra por meio de 3 mil bóias distribuídas pelos oceanos, que o aquecimento ocorre com velocidade alarmante. 

E somente neste século, os cientistas prevêem a elevação do nível do mar entre 30 a 90cm. 

Cidades vulneráveis 

As cidades norte-americanas ameaçadas por furacões do nível 2 (como o Isabel), são Baltimore, Nova Orleans, Miami, Nova Iorque e até Washington. Londres não fica fora da lista. Elas são vulneráveis a furacões que podem provocar o aumento do nível do mar e inundações de 4 a 5m. 

Segundo previsões, os furacões continuarão e com maior incidência

Segundo previsões, os furacões continuarão e com maior incidência

Na Europa 

Em fevereiro de 1953, a força dos ventos e a maré alta destruíram diques na Holanda, desenvolvidos desde a Idade Média. O resultado foi desastroso, pois 300 fazendas e 3 mil casas foram destruídas e 1,8 mil pessoas morreram. Em 2007 o mar invadiu a capital da Finlândia. 

Destruição de efeito dominó 

Os pântanos, ao lado das ilhas, são acidentes geográficos que minimizam a ação de furacões, por desgastar por fricção, a velocidade do vento. Mas, também, ao lado das ilhas, segundo pesquisa, os pântanos estão desaparecendo.

O aumento da temperatura dos oceanos também ocasiona tempestades violentas. O oceano mais quentes e o aquecimento que provoca o degelo de calotas polares, causará destruição sem limites. 

Leia mais no livro Fronteira Final

Fonte: TV

Read Full Post »

Pastor em Vitória incentiva leitura por meio do Fronteira Final  

 

Pastor Benhur quer a igreja informada

Pastor Benhur quer a igreja informada

Pastor Benhur Oscar Castelo de Souza, líder da AD em São Pedro, Vitória (ES), com matriz em São Diogo, incentivou os crentes à leitura. Para emplacar a leitura na igreja, pastor Benhur, comprou centenas de edições do nosso livro Fronteira Final, e distribuiu aos obreiros da igreja. Todos os envolvidos na obra, incluindo cooperadores, auxiliares e professores de Escola Dominical receberam uma edição.

 

Para não deixar o livro no esquecimento, pastor Benhur instou todos a lerem, quando disse que iria escolher, um para dar um resumo do livro à igreja. Todos leram!

 

Segundo irmã Adna, os auxiliares gostaram do livro. “Eles disseram que é um livro muito esclarecedor e atual. Foi uma bênção”. Muitas esposas “tomaram” o livro dos esposos para ler também.

 

Fronteira Final trata das profecias bíblicas das últimas coisas sob a luz da Bíblia, mas a partir de fatos contemporâneos. O livro tem inúmeras ilustrações, fotos e quadros, que ajudam na compreensão da escatologia bíblica.

 

COMPRE O LIVRO 

capafronteira.jpg

 

Fronteira Final

Antônio Mesquita

O nosso planeta está em colapso. Você está preparado para agir, como servo de Deus, diante desta ameaça?

A obra retrata de diversos assuntos em voga, referentes ao meio ambiente, como: derretimento das calotas polares, superaquecimento, destruição da camada de ozônio e catastrofes.

Ainda ensina como o cristão deve se comportar, segundo a Bíblia, de modo a estar atento para os sinais da volta de Cristo e ser exemplo para o mundo, se utilizando dos seguintes temas: Mordomia (obrigações) quanto ao meio ambiente, as Sete Igrejas, o Arrebatamento, o líder Mundial, a queda do sistema financeiro, entre outros.
O livro possui várias ilustrações, fotos, gráficos de dados científicos da ONU, impérios e épocas, acompanhadas ainda por um gráfico das Setenta Semanas de Daniel, a partir do qual pode-se estruturar um longo estudo bíblico junto à igreja sobre o tempo do fim.

Formato: 14x21cm / 201 págs
ISBN 85-263-0892-0

comprar.gif

 

Read Full Post »