Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘São José dos Campos’

 

Templo da AD em São José dos Campos alvo da disputa. (Foto: O Vale)

Sob o título acima, o jornal O Vale do Paraíba (de São José dos Campos-SP) – um dos 5 maiores jornais do interior de SP –, publicou em seu site a notícia sobre a invasão por homens armados e contratados para retomar o domínio da igreja. Segundo o jornal, “Ação teria sido liderada pelo antigo pastor, que tenta reassumir controle da igreja” (O Vale, 2/jan/2011, 8h30).

André, um dos filhos do pastor Samuel Câmara, em seu twitter, anunciou que “capangas de uma milícia encomendados por inimigos da igreja em São José dos Campos invadiram a igreja armados e agrediram irmãos”.

André Câmara também acusa o envolvimento da AD em Belenzinho, ao afirmar que um dos filhos do seu vice-presidente estava presente na invasão.

“Em mais um episódio da disputa pelo poder na Igreja Assembleia de Deus, na rua Conselheiro Rodrigues Alves,  no centro de São José dos Campos, o templo foi invadido às 14h de sábado por um grupo de oito pessoas armadas, que causaram bastante tumulto em frente ao templo. Eles quebraram a porta da entrada (de vidro) e teriam agredido os fiéis que se opuseram à invasão. Quatro pessoas sofreram lesões leves e registraram boletim de ocorrência”, noticia o jornal.

Perdeu, perdeu!

Conforme o jornal, o grupo armado entrou gritando, em assalto “Perdeu, perdeu! “Eu estava conversando com os irmãos quando os elementos armados entraram gritando: ‘Perdeu, perdeu! Vocês vão ter que sair da igreja’, revelou o advogado Renato Alves de Souza, 42 anos”.

Na informação do jornal, o advogado Georges Salim Assad Júnior, que representa pastor Samuel, o grupo é liderado pelo pastor Luiz Sellari. Ele quer retomar o poder da igreja, renunciado em 2009 e repassado, por meio de acordo, ao pastor Samuel Câmara. Na época, pastor Sellari estava brigado com o Belenzinho, mas, reatou os laços de amizade e teria recebido apoio para mudar sua posição.

No domingo passado, deveria ter ocorrido um culto em ação de graças pela retomada do poder, após Sellari ganhar liminar de recondução ao cargo. Ele até fora escolhido para ser o pregador, porém, a retomada não ocorreu, uma vez que membros da igreja impediram o cumprimento da ação judicial de posse, comandada por um oficial de Justiça, escoltado por policiais militares. Segundo informação extra-oficial o antigo pastor não é aceito pela maioria, mas teria apoio de um pequeno grupo.

Hoje (3) deverá ocorrer uma assembleia para definir o destino da igreja, a partir da eleição de uma diretoria provisória, segundo o advogado de pastor Samuel Câmara. Ele adiantou que não há respaldo nos estatutos para a volta de Sellari.

O Vale informou também que segundo “pastor Raimundo Coelho Amaral, 42 anos, Sellari teria deixado um rombo de R$ 3 milhões nos cofres da igreja” e “Agora que o pastor Câmara pagou essa dívida eles querem retomar a igreja”, disse.

Sellari excluído

A repórter da Rede Boas, Joyce Vieira, informou no seu perfil no twitter que igreja excluiu pastor Sellari e que haverá caminhada amanhã até o Fórum. “mais uma informação sobre a AD em São José dos Campos: foi aprovada a ata da exclusão do pastor Luiz Sellari do corpo de membros da igreja” e que “Amanhã, meio-dia, vai ter uma marcha da igreja AD São José dos Campos até o foro p/ pedir ao juiz q a liminar caia”.

Anúncios

Read Full Post »

Cerimônina de transferência de liderança da igreja, em que aparecem os pastores Luiz Sellari, Jônatas Câmara e Samuel Câmara (ajoelhado junto da esposa Rebekah). Foto: adbelem.org.br

O que teria motivado a ação

A ação que provocou a quebra do acordo de transição da igreja AD em São José dos Campos (SP) da liderança do pastor Sellari ao pastor Samuel, líder da AD em Belém Pará, fora motivada pela restauração do vínculo ao Ministério Belenzinho (SP), liderado pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, também presidente da CGADB.

Segundo informações de advogados do Belenzinho, “pastor Sellari procurou pastor José Wellington, pessoalmente, e disse que pretendia corrigir o ‘erro’ cometido, a partir do rompimento com o próprio pastor José Wellington e o consequente acordo – agora rompido – com pastor Samuel Câmara”.

A nova postura do pastor, que ocasionou a reviravolta no destino da igreja, teria ainda sido motivada pelas “mudanças na liturgia do culto em São José dos Campos, implantadas por pastor Samuel Câmara”. Ainda segundo a mesma fonte, “a igreja fora transformada  em ‘comunidade'” – estilo liberal na liturgia em relação à tradição assembleiana.

Read Full Post »

Fac-símile da decisão da justiça de São Paulo

ENTENDA O CASO:

Pastor Samuel Câmara assume AD em S. José dos Campos

Pará assume igreja em SP e provoca euforia

Read Full Post »

Templo Central da AD em São José dos Campos-SP

Segundo informações extra-oficiais, a AD em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, recebida pelo pastor Samuel Câmara, neste domingo (25/10), poderá ser pastoreada por Enaldo Brito, atual pastor do templo-central em Belém. Ele figura como um de seus homens de frente e recebeu convite do pastor Samuel, para assumir a referida igreja. Por outro lado, segundo a mesma fonte, um dos mais cotados para substituir pastor Enaldo é o “pastor de Casais da igreja”, Felipe Nunes.

Embora líder da igreja em Belém, pastor Samuel Câmara permanecerá como pastor-supervisor de todas as igrejas. E para dinamizar suas viagens semanais, na ponte Pará-Rio de Janeiro, onde são realizadas as gravações da Rede Boas Novas, no Recreio, Zona Sul do Rio, incluindo agora São José dos Campos, pastor Samuel adquiriu um avião com capacidade para seis lugares.

Sob disputa

Essa mesma igreja recebida em São José dos Campos é alvo de disputa entre o seu antigo líder e o Belenzinho (SP), que reclama seu domínio eclesial. O próprio Ministério do Belenzinho, já na época da liderança do pastor José Wellington, foi quem empossou pastor Luiz Sellari, há quase 20 anos.

Portanto, a igreja estava ligada ao Belenzinho, mas pastor Sellari declarou total autonomia, com a intenção de não mais aceitar o domínio eclesial de São Paulo. Desde então, provocou a separação e abertura de nova igreja, pastoreada por Francisco Sales e formada de membros não mais solidários ao líder e que solicitavam sua substituição havia anos.

Ainda segundo informações extra-oficiais e não confirmadas, há outros Estados, com líderes em fase de jubilação, com conversações adiantadas para que pastor Samuel assuma tais igrejas.

Clichês na web

Duro de suportar são os jargões infantis, próprios de movimentos que se iniciam, pois lançam para a ideia de um novo lado assembleiano, além de inspirar uma diáspora nas ADs. Cremos que isso seja de grupos isolados, de obreiros imaturos, sem o aval do pastor Samuel Câmara.

Read Full Post »