Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \27\UTC 2015

O ESCORPIÃO E O SAPO

Antes de apontar o falso é preciso conhecer o verdadeiro, pois ‘nada podemos contra a verdade, senão pela verdade’, 2Co 13.8.

 A névoa (fumaça) que tira a visão (Rodovia Chafic Saab)   imageSempre houve no mundo a maldade da tentativa de alcançar o crescimento, destaque ou evidência de argumentação favorável, a partir da busca pela destruição ou desconstrução de caráter alheio.

Essa é uma forma alicerçada pela Serpente, a partir do Éden. Ela construiu uma mentira (‘não morrereis!’) a partir da Verdade dita pelo SENHOR: ‘Certamente morrereis!’ e deixou o homem nu, diante do Criador.

A Serpente era a mais astuta dos animais, e astuto e nudez são vocábulos bem próximos no hebraico.

Fato semelhante ocorreu entre os israelitas. Difamaram (desnudaram) sem medo, a terra da qual o SENHOR dissera-lhes que emanaria leite e mel: Além de não participaram da promessa, morreram no deserto!

DEFORMIDADE DE CARÁTER

Atualmente ‘sofremos a deformidade de caráter, como um câncer que come o caráter das pessoas’, afirma pastor Jesiel Freitas, em uma de suas atrativas prédicas.

Ele ainda insiste nessa deturpação ao enfatizar que ‘o mais grave é que antigamente não confiávamos nas pessoas de fora da igreja, porém, agora, não se confia nos que são da própria igreja’, alerta.

Freitas reafirma que lealdade e fidelidade dizem respeito ao caráter.

REVITALIZAÇÃO

Toda perda e deturpação foram revitalizados pela rede social. A maioria sem fundamento, sem averiguação, sem responsabilidade, sem respeito…

Simplesmente jogam ao vento boatos, fofocas, agressões, dissensões… O importante é ver o circo pegar fogo!

No jornalismo temos como princípio ouvir a outra parte, pois é comum haver distorções dos fatos, das informações ouvidas em primeira mão.

Mas Deus não se cala e adverte: ‘Quem semeia vento, colhe tempestade’.

Tais pessoas, com visão ofuscada pela fumaça do pecado, às vezes até se juntam em conluio e tragam-na em um ‘cachimbo da paz’, em alusão à névoa (fumaça) que tira a visão (foto).

Não medem estragos e tampouco temem consequências, mas fazem muita gente sofrer SEM CAUSA!

FALA DO QUE LHE É PRÓPRIO

Tudo isto ocorre com pessoas que vivem a máxima: ‘Quem usa cuida!’ Mesmo quando não há motivação externa, falam daquilo que lhe próprio, como a Palavra diz sobre a mentira:

‘Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira’, Jo 8.44.

CRETINOS

Tito trata desse tipo de gente, tecendo comentários dos cretenses – daí o também adjetivo pátrio pejorativo cretinos.

Com enérgica repreensão ensina como deve-se agir com aqueles que vêem mal em tudo, em função da impureza de seus olhos (cf Mateus 6,22-23; 5.29-30 e v15, seguinte).

‘Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes.
Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão,
Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância.
Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos.
Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé.
Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.
Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados.
Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra’, Tito 1.9-16.

EXULTEM NESSA PERSEGUIÇÃO

Entretanto, alertado pelo SENHOR em profecia, o santo, literalmente ‘separado’ para o Seu serviço, deve alegrar-se por ser digno de sofrer pela Causa do Mestre.

‘Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa.
Exultai e alegrai-vos, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram os profetas que foram antes de vós.
Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens’, Mt 5.11-13.

Tais circunstâncias, mesmo que profundamente desagradáveis são inevitáveis, pois revelam o verdadeiro ser por detrás de uma máscara.

A máscara vem do teatro. Era feita de cera e daí a palavra ‘sincero’, isto é, com cera, ‘sem cera’!

EVIDÊNCIAS

Enquanto uma semeia ao vento:
– Lá está a maior confusão!
No caso factual, outra irmã, usada pelo SENHOR, bem recente, alertara:
– Vocês não têm ideia de quantos querem ver esta igreja (e citou o nome) fechada!

ESPADA CORTANTE

Depois de a igreja cheia e tornar-se inesperadamente com menos frequência, este fato alegra tão somente um: o Diabo! Ele faz festa!

Isto é metodicamente orquestrado por alguns que pensam ser seguidores (e ufanam ser leais) de Cristo, embora na verdade, constroem um Céu infernal ou, que diferença faz, um Inferno celestial!

Buscam um profeta-de-aluguel, tentam achar Balaão, aquele que insistiu com eles e acabou morto à espada.

Deixam muitos de joelhos e em lágrimas e lamento a clamar:

‘Portava-me como se ele fora meu irmão ou amigo; andava lamentando e muito encurvado, como quem chora por sua mãe.
Mas eles com a minha adversidade se alegravam e se congregavam; os abjetos se congregavam contra mim, e eu não o sabia; rasgavam-me, e não cessavam.
Com hipócritas zombadores nas festas, rangiam os dentes contra mim.
Senhor, até quando verás isto? Resgata a minha alma das suas assolações, e a minha predileta dos leões.
Louvar-te-ei na grande congregação; entre muitíssimo povo te celebrarei.
Não se alegrem os meus inimigos de mim sem razão, nem acenem com os olhos aqueles que me odeiam sem causa.
Pois não falam de paz; antes projetam enganar os quietos da terra.
Abrem a boca de par em par contra mim, e dizem: Ah! Ah! os nossos olhos o viram.
Tu, SENHOR, o tens visto, não te cales; Senhor, não te alongues de mim:
Desperta e acorda para o meu julgamento, para a minha causa, Deus meu e Senhor meu.
Julga-me segundo a tua justiça, SENHOR Deus meu, e não deixes que se alegrem de mim.
Não digam em seus corações: Ah! alma nossa! Não digam: Nós o havemos devorado.
Envergonhem-se e confundam-se à uma os que se alegram com o meu mal; vistam-se de vergonha e de confusão os que se engrandecem contra mim.
Cantem e alegrem-se os que amam a minha justiça, e digam continuamente: O SENHOR seja engrandecido, o qual ama a prosperidade do seu servo’, Sl 35.14-27.

O QUE MUDOU?!

Do Absolutismo da Verdade única e com artigo definido, convivemos com o ciclo existencial humano que adota e venera, desta vez sem máscaras, o Relativismo mundano.

Verdadeiros homens de Deus, servos fiéis ao Altíssimo, que não só têm título de pastores, mas exercem com nobreza o chamado por Amor e não por valor, não mais desfrutam do respeito, que até há muito pouco tempo tivemos.

Havia nobreza no relacionamento. Mas hoje, esse mesmo Relativismo cobra explicação e toma pragmatismo favorável às teses ardilosas, para fazer valer a imposição de Laodicéia – a igreja segundo a justiça do povo.

Já vi publicação em jornal nos Estados Unidos do anúncio de contratação de músicos (ministro de Louvor) por igrejas.

Não demorará muito para as Laodicéias contratarem pastores, tipo:
– Contrata-se pastor. Tratar pelo fone ….
Entenda não é ser preciso usar a mídia ou a mesma forma para dizer a mesma coisa!

Embora você possa duvidar, sei que percebe essa realidade não tão distante.

Quanto a esse tipo de congregação, o SENHOR alerta:
‘Guarda-te, que não ofereças os teus holocaustos em todo o lugar que vires’, Dt 12.13.

Não se importam mais com caráter, mas com caracteres; não se interessam por celebridade, mas por fama!

‘Faze aos seus nobres como a Orebe, e como a Zeebe; e a todos os seus príncipes, como a Zebá e como a Zalmuna, Que disseram: Tomemos para nós as casas de Deus em possessão’, Sl 83.11-12.

Por isso a Bíblia alerta para que o ministro de Cristo não imponha sua mão precipitadamente sobre ninguém, isto é, não consagre o que não é (ainda) sagrado ao SENHOR.

A VELHA ESTRATÉGIA RENOVADA

Mágico, enganador e que se passava como personagem venerada, Simão converteu-se ao SENHOR (At 8).

Mesmo após converter-se ofereceu dinheiro aos apóstolos, com a intenção de comprar a virtude divina, daí o termo Simonia.

Mas quando os apóstolos o repreende, com todo o vigor da Palavra (v22), ele se arrepende com temor, se humilhe e pede oração, para livrar-se das consequências.

NADA MUDOU!

Uma boa ilustração para o fato em tese é aquela do escorpião que pede ajuda ao sapo para atravessar a lagoa.

O sapo hesita, pois o escorpião é venenoso e seu ataque fatal!

Porém, depois de tanta insistência e promessas, o sapo aceita transportá-lo, certo de que o veneno não seria-lhe aplicado.

Todavia, ao concluir a travessia, o escorpião aplica-lhe um golpe sem misericórdia!

O bondoso, mas simples e imprudente sapo, enquanto se estrebucha à beira da morte, em seus últimos suspiros reclama:

– Você prometeu não me atacar!

No que o escorpião devolve-lhe:
– Você sabia que eu era um escorpião!

CARAPUÇA

E quem deve vestir a carapuça? Os que já estão condenados por atos que dizem respeito.

E os que se arrependem? Como proceder? Examine o que está escrito.

Dois homens disputavam os limites da divisa de suas terras. Um terceiro intrometeu-se e os aconselhou:
– Examinem o que diz suas escrituras!

O que dizem as Escrituras? Elas afirmam:

‘E ao anjo da igreja que está em Sardes escreve: Isto diz o que tem os sete espíritos de Deus, e as sete estrelas: Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto.
Sê vigilante, e confirma os restantes, que estavam para morrer; porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus.
Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. E, se não vigiares, virei sobre ti como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.
Mas também tens em Sardes algumas pessoas que não contaminaram suas vestes, e comigo andarão de branco; porquanto são dignas disso.
O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.
Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas’, Ap 3.1-6.

Anúncios

Read Full Post »

Esta novela não poderia ter outro nome! Não somos nós que a rotulamos de Babilônia, mas o próprio autor Gilberto Braga e a emissora Globo.

Por quê? Ora, porque o seu conteúdo, segundo seu mentor faz jus ao nome!

O que é e o que significa Babilônia? Realmente não existe Babilônia fora desse aspecto, conforme mostra a novela, senão na Bíblia!

Então, vamos tomar a deixa, que nos foi dada e comentar, pois, não fosse isso, teríamos de se intrometer na trama mundana, promíscua, desavergonhada e não menos profana: em oposição ao sagrado.

BABILÔNIA: O QUE SIGNIFICA?

Babilônia é o nome de uma cidade-império, cruel e profano, amparado por deuses-ídolos, que subjugou o povo de Deus e destruiu seu santuário.

Passou a ser tomado – depois também Roma -, como centro de profanação.

Apocalipse 17 dá esse nome à prostituta, analogia que lança para um centro religioso oponente ao divino e à pureza, a partir da sexualidade.

Para tanto, inserem duas senhoras, quase senis, Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, mas, desavergonhadas e que se mostram publicamente se beijando como companheiras (e não casal, pois duas pessoas do mesmo sexo não se acasalam).

Dentro do mesmo assunto, que diz respeito à oposição ao sagrado, 1Tessalonicenses 2.4 diz respeito a essa prática:

‘… se opõe e se levanta contra tudo o que chama Deus ou se adora’. Ao pé da letra é: ‘Ele se coloca em posição exibindo-se publicamente’!

EXEMPLOS DE CORRUPÇÃO HUMANA

Ainda para fundamentar o concluiu maléfico, a novela trata também de uma ninfomaníaca. Ela é uma prostituta que se livra dos homens após relação sexual, com os mesmos.

Tem ainda um cafetão que restaura a prática das cortesãs de Corinto – prostitutas de luxo -, a vivificar essa prática promíscua.

Não estaria o espírito da Babilônia completo sem ainda maldades, corrupção e desequilíbrios.

Repare que há a nítida intenção de correlacionar corrupção, ambição, prostituição e homossexualismo

image
(ilustração da publicidade da novela)

REFERÊNCIA PROFÉTICA

Apocalipse 17 esclarece o seguinte:

‘Venha, e eu vou lhe mostrar como será castigada a famosa prostituta, aquela grande cidade que está construída perto de muitos rios. Os reis do mundo inteiro cometeram imoralidade sexual com ela, e os povos do mundo ficaram bêbados com o vinho da sua imoralidade.

A mulher usava um vestido cor de púrpura e vermelho vivo e estava coberta de enfeites de ouro, de pedras preciosas e pérolas. Na mão ela segurava uma taça de ouro cheia de vinho, que representava as suas práticas indecentes e a imundícia da sua imoralidade’.

Também, na sequência da profecia, o SENHOR chama a atenção para a sua imundície e conclama a que não se tenha parte nisso, com pragas previstas a quem dar-se a ela, como, no caso em tela, ao seu ibope.

‘E clamou fortemente com grande voz, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e covil de todo espírito imundo, e esconderijo de toda ave imunda e odiável.
Porque todas as nações beberam do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias.

E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas’, Ap 18.2-4.

FAMÍLIA TRATADA COM DESDÉM

Conforme artigo de Thiago Stivaletti, publicado pela Folha de SP, o autor da novela manda a família às favas e deixa claro a sua ‘fobiofamilia’ e desprezo por valores semelhantes.

Read Full Post »