Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \28\UTC 2016

images-5

Artigo adaptado do Wall Street Jornal (Nina Adam e William Wilkes, 18/9/16)

Instalados sob a pele, implantes minúsculos podem substituir chaves, cartões de loja de negócios e dados médicos e muito mais. Os chips RFID sob a pele podem ser  programados para executar várias tarefas

images-7

Pode se usar até vários desses implantes ou tags, embutidos no tecido gorduroso das mãos e braço. São tags usados para desbloquear não apenas a porta do apartamento, com um acena de mão, mas também escritório e portão. Outro armazena informações como o nome da empresa, detalhes de contato e ainda outro contém informações semelhantes para encontros não comerciais.

Os implantes podem ser ativados e verificados pelos leitores que usam tecnologia de identificação de rádio frequência, ou RFID. Incluem smartphones comuns e leitores já instalados em edifícios de escritórios para permitir a entrada com um cartão de identificação comum.

RÁPIDO E EFICAZ

3033417-slide-s-4-when-wearable-tech-saves-your-life-you-wont-take-it-off

Não há dados abrangentes sobre quantas pessoas têm implantes RFID em seus corpos, mas os varejistas estimam o total de 30 mil a 50 mil pessoas no mundo.

O fato de que as etiquetas não podem ser perdidas é uma atração. Outra, dizem os usuários, é que as tags não operam sob seu próprio poder, mas sim são ativados quando são lidas por um scanner. Isso significa que eles nunca podem ser inutilizados por uma bateria morta como smartphones.

O QUE A BÍBLIA DIZ

‘Por causa dos sinais que lhe foi permitido realizar em nome da primeira besta, ela enganou os habitantes da terra. Ordenou-lhes que fizessem uma imagem em honra à besta que fora ferida pela espada e contudo revivera.

Foi-lhe dado poder para dar fôlego à imagem da primeira besta, de modo que ela podia falar e fazer que fossem mortos todos os que se recusassem a adorar a imagem.

Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome.

Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis’, Ap 13.14-18.

FORMA DE DOMÍNIO

A marca da Besta será uma forma de domínio sobre o ser humano, incluindo o mercado, isto é, ninguém poderá subsistir sem a marca, para fazer qualquer tipo de compra, incluindo as básicas.

BESTA

A Besta diz respeito a um sistema de Governo humano, mas com representação de cunho espiritual e em oposição ao SENHOR.

Dessa representação uma imagem/ídolo porta como centro de adoração (v15). Hoje temos clareza para entender isso. A cibernética mostra essa possibilidade, em que a mistura do barro ao ferro, cremos ser uma construção parabólica de Daniel:
‘Quanto ao que viste do ferro misturado com barro de lodo, misturar-se-ão com semente humana, mas não se ligarão um ao outro, assim como o ferro não se mistura com o barro’, Dn 2.43.

ROBÔS MAIS INTELIGENTES

Segundo o físico britânico Stephen Hawking, da Universidade de Cambridge, afirma que as formas primitivas de inteligência criadas até agora por computadores foram um sucesso e mostraram-se úteis.

A voz dele, por exemplo, é em parte robótica, mas ele teme as consequências dos avanços. Os robôs podem superar os homens no futuro. Quando? Em menos de 100 anos, diz ele.

Os humanos, cuja evolução é lenta, seguindo o ritmo biológico, não teriam condições de competir com suas próprias criações.

Outros cientistas acreditam que, com a atual velocidade dos supercopmputadores, em três decadas, as máquinas vão chegar à inteligencia artificial. Computadores já derrotam campeões de xadrez

A MARCA DA BESTA

Os números 666 é a representação em numeros de um nome. Também pode representar a capacidade máxima humana: o número do homem é 6, ampliado na máxima da trindade humana.

Essa marca pode ser representada por meio de tatuagem, como as usadas para marcar escravos e ainda soldados.

Ainda na época dos escritos bíblicos do NT, devotos religiosos se tatuavam com seus ídolos-deuses protetores.

3Macabeus descreve a marca do deus Dionísio usada por Ptolomeu IV Filopátor (221-203aC). São formas colocadas em oposição pelo apóstolo Paulo, conforme Gálatas 6.17, pois os escravos eram tatuados com o nome de seu dono.1

1) Robert L. Thomas, Revelation 8-22: An Exegetical Commentary (Chicago: Moody Press, 1995), pp. 179-80.Thomas, Revelation 8-22, p. 181. Revista Chamada da Meia-noite  (jan/2004)

 

 

Read Full Post »