Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘na eternidade’

IMG_6756
Foto com pr. Eliel recentemente na residência do pr. Ademilson (AD-Catanduva)
Ontem (16/1/16), no início da noite, partiu para a Eternidade, pastor Eliel Amaral Soares. Vítima de enfarto fulminante, em São Paulo. Ele estava no Brasil ministrando desde dezembro.
Missionário nos Estados Unidos há muitos anos, atualmente estava na Flórida, pastor Eliel deixa esposa Olívia, filhos e netos.
Foi um amigo e que nos recebeu muito bem por ocasião de uma de nossas viagens aos Estados Unidos. Chegou a nos receber em sua casa, em Los Angeles.
Notável ensinador com cursos de Teologia online (Menorah), sempre esteve ligado ao primor por meio da Palavra.
Sua família está em viagem dos Estados Unidos ao Brasil e seu sepultamento está marcado para segunda-feira, em São Paulo.
Anúncios

Read Full Post »

Pr. Edson Alves da SilvaPastor Edson Alves da Silva presidente da AD/Tradicional e de presidente de honra da Convenção Estadual da AD Tradicional do Amazonas (Ceadtam) em Manaus, partiu para a Eternidade hoje (16/8/13), aos 76 anos, em Natal (RN), onde nascera a 15 de abril de 1937.

Em 1974, pastor Edson foi enviado para Madagascar (África), como o primeiro missionário da Igreja Assembleia de Deus em Rio Grande do Norte. Lá plantou a Igreja do Senhor, juntos dos missionários Rosa-Virgínio Carvalho, em Antisirabe e Diego Suarez.

Naquele continente pastor Edson enfrentou batalhas espirituais, mas com oração e jejum obteve vitórias gloriosas.

Seus pais Antônio Alves da Silva e Maria do Carmo Rodrigues Silva (irmã Dadinha) com toda a família receberam Jesus no dia 19 de abril de 1946. A vizinha da família, Chiquinha Damásio, membro da Assembleia de Deus, levou toda a família aos pés de Jesus, depois de muita perseverança.

O então menino Edson, fora batizado nas águas em agosto de 1948 e a 13 de abril de 1947, Jesus batizou-o no Espírito Santo, na residência do casal Aline-Epitácio Rodrigues. Desde então, Edson passou a envolver-se com a obra do Senhor, começando pelo louvor, por meio da banda musical da igreja.

Seu amor pela causa do Mestre o levou a buscar conhecimento da Palavra, quando, então bacharelou-se fez em Teologia, pelo Ibad (turma 1967).

Quando regressou a Natal, adoeceu gravemente e chegou a ser desenganado por médicos. Porém, em uma noite, quando todos dormiam e ao sentir a aproximação da morte, o jovem Edson Alves levantou a mão e clamou: “Jesus, faz alguma coisa”! E Jesus fez! Curou-o instantaneamente.

Atou como auxiliar da Palavra em Natal e visitou quase todo o interior do Estado, ao lado do pastor João Batista da Silva, então pastor-presidente da AD no Estado. Ministrada estudos bíblicos e também chegou a ser regente do coral da AD/centra e ainda liderou a mocidade, ao lado do pastor Elinaldo Renovato.

Quando retornou ao Brasil, após ser enviado como missionário ao continente africano, casou-se com Zilda Viana, em 7 de maio de 1977. Juntos seguiram para Cayenne/Guiana Francesa, onde fundaram a Assembleia de Deus.

Nesta mesma época, o casal viajou por muitos lugares, passando em canoas em rios e enfrentando perigos de rios caudalosos. Chegou a visitar o interior do Amapá, inaugurando congregações, visitando os crentes, orando pelos enfermos e ensinando a Palavra.

Ao retornar ao Brasil em 1981, passou a liderar a AD em Currais Novos (RN). Mas em 1983, a convite do saudoso pastor Alcebíades Pereira de Vasconcelos, mudou-se para Manaus. Desde em maio de 1984 servia ao Senhor no Amazonas, onde teve dois filhos Josiel e Igor.

Em 2000 fundou e assumiu a presidência da Assembleia de Deus Tradicional em Manaus, atualmente com templo-central e mais 194 congregações em Manaus (Fonte: Site da AD Tradicional do Amazonas).

Read Full Post »

Pastor João Kolenda Lemos partiu para a Eternidade hoje (28/12/12) às, 15h05, em Pindamonhangaba (SP), após passar por tratamento hospitalar. Com sua esposa, a saudosa missionária norte-americana Ruth Dorris Lemos, fundou fundador do IBAD – Instituto Bíblico das Assembleias de Deus (Ibad) e, portanto, pioneiros na educação teológica nas Assembleias de Deus no Brasil.

Imagem

Seu corpo será velado amanhã (29), na capela do Ibad, a partir das 9h, o culto de celebração por sua vida, ocorrerá a partir das 14h e o sepultamento será às 16h, no Cemitério Municipal de Pindamonhangaba, onde também o corpo de irmã ‘Doris’ fora sepultado.

Ele e o Reino

João Kolenda Lemos nasceu no Rio Grande do Sul. Converteu-se e foi batizado aos 15 anos de idade, em 1938, na Assembleia de Deus em Porto Alegre, cujo pastor era o missionário Gustavo Nordlund. Sua mãe, Marta Kolenda Lemos, era filha de um missionário luterano alemão, Ludvig Kolenda e seu pai episcopal. Ela recebeu o batismo no Espírito Santo nos EUA, voltou e testificou para a família, levando os filhos a Jesus.

Em 1942, em Santa Catarina, recebeu credenciais de evangelista autorizado (na época existiam outros jovens autorizados como evangelistas, como José Antônio de Carvalho, Alcebíades Vasconcelos, Alfredo Reikdal…).

Entre 42 e 46 trabalhou em Santa Catarina nas cidades de Tijucas, Itajaí, Tubarão, Criciúma, Orleãs e Urussanga, como auxiliar do missionário O. S. Boyer e do pastor Isaque Kolenda Lemos. Também auxiliou o jornalista Emílio Conde, como copidesque das cartas que chegavam à Redação e ainda revisou a Harpa Cristã e o jornal Mensageiro da Paz.

Pastor Kolenda foi para os Estados Unidos porque no Brasil não tinha seminário teológico na Assembleia de Deus. Lá cursou 5 anos, no Central Bible Collegge. Depois pastoreou uma igreja na cidade de Beulah, no Estado de Michigan. No Brasil, após cursar Teologia, cursou Filosofia e pós-graduação em  Educação.

“Quando eu estava no terceiro ano do Instituto Bíblico, nos Estados Unidos, houve um avivamento. Durante uma semana não teve aula. Os cultos começavam às 8 horas da manhã e terminava às 12 horas. Muita gente recebeu o batismo no Espírito Santo. Durante aqueles cultos eu perguntei a Deus por que no Brasil não tem um Instituto como este. Uma voz me respondeu em português: ‘Para isso que eu lhe trouxe aqui”’, contava pastor Kolenda.

Saudosa missionária Dorris Lemos

Pastor Kolenda conheceu irmã Dorris nos EUA. Formada em música, regeu diversos corais, escreveu lições da Escola Dominical para crianças e para professores de adultos por vários anos junto à CPAD, formada em Teologia, conhecia muito bem a Bíblia e especializou-se em Missiologia.

Irmã Doris nasceu no Estado de Wisconsin. Cursou no Instituto Bíblico dos Grandes Lagos. Seu pai era criador de galinhas e perus. Casou com irmão Kolenda em 1951, nos EUA. No começo do Ibad, ela ministrava aula de inglês na Faculdade de Taubaté, das 7h às 23h, para custear as despesas. Missionária Dorris partiu para a Glória a 23 de outubro de 2009.

Familiares

Depois de 71 anos de ministério pastoral, deixa três filhos, nora, genros, oito netos, três bisnetos e milhares de ex-alunos e muitos frutos a partir da instalação do primeiro sistema de ensino teológico no Brasil – o Ibad.

Pastor-doutor João Kolenda Lemos será mantido como eterna referência de mestre e suas credenciais irão além do seu epitáfio. Como ministro de Deus, tornou-se ‘recomendável em tudo”, como “Na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido” (2Co 6.4,6). Saudade!

Read Full Post »

Depois de lutar contra um câncer, pastor João Carlos Padilha, 45 anos, passou para a Eternidade hoje, por volta das 4h. Ele chegou a ser atendido por médicos em São Paulo e estava sendo acompanhado em sua casa. Presidia a igreja em Presidente Prudente (SP) desde 2005, quando seu pai, pastor Carlos Padilha passou a presidência ao filho e jubilou-se.

Antes disso, pastor João Carlos liderou as igrejas em Mirante do Paranapanema, centro de disputas de terras devolutas do Estado de São Paulo e concentração de grande número de membros do Movimento Sem Terra. Lá ele efetuou atividade envolvendo membros do movimento. Em seguida, pastoreou a igreja em Piedade, também em São Paulo, antes de assumir Prudente.

Pastor João Carlos presidia o Conselho Fiscal da CGADB, mas estava licenciado há meses, em função do tratamento médico. Após ser eleito, prometeu realizar um trabalho de referência. Mantinha ainda o cargo de 2º secretário da Confradesp (Belenzinho).

Deixa viúva Márcia e os filhos Marcile (casada), Maressa e João Carlos Padilha Filho. O corpo está sendo velado no templo da igreja em Presidente Prudente e deverá ser sepultado amanhã, sexta-feira, às 10h.

Read Full Post »