Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Pastor Samuel Câmara’

20100608101135-predioadm

Pastor Wellington Junior foi reeleito presidente do Conselho Administrativo da CPAD, segundo cargo mais cobiçado da CGADB. Depois da eleição, ocorrida na tarde de ontem (9), mesmo com sentença contrária, pastor Samuel disse que não vai revidar e seguirá em frente na disputa.

Por outro lado, os advogados de pastor José Wellington vão tentar derrubar a sentença no Tribunal de Justiça, mas, enquanto isso não acontece, a CGADB incorre na multa de R$ 50 mil diários impostos pela Justiça em função do não cumprimento da sentença.

Ainda segundo os advogados de Samuel Câmara, com o fato que estabelece a eleição do Conselho somente após a eleição de 11 (abr), eles poderiam pedir a prisão do atual presidente. Porém, não o farão para não torná-lo vítima. “Não vamos cair nessa”, mas seguiremos o caminho da justiça.

Caso a diretoria do Conselho da Casa eleita hoje (por presidente de convenções regionais) seja homologada pelo plenário amanhã (10), a multa se elevará a milhões, pois será computada por convencional.

Samuel Câmara disse que caso ganhe, vai propor a eleição do Conselho como determinou a Justiça, ao acatar sua reivindicação, com realização somente após a eleição da mesa diretora, portanto na sexta (12).

O que se nota até aqui é que as estratégias adotadas indicam a expectativa de cada candidato a respeito do resultado.

Read Full Post »

Na madrugada de ontem, advogados do pastor Samuel Câmara estavam a concluir a peça para o pedido de liminar com o propósito de cancelar a 5ª Assembleia Geral Ordinária da CGADB em Maceió (de 6 a 8 de junho). Embora sem nenhum assunto de relevância em termos eleitorais, pastor Samuel mede força por meio da presença maciça de maioria e quer ter voz, por meio do chamado voto de qualidade, por causa da alteração dos estatutos.

A discussão envolve as aprovações efetivadas, que exigem o quorum de dois terços dos presentes. Como tem maioria dos inscritos, entre membros de sua base e de aliados, com mil inscritos, segundo o próprio pastor Samuel, o quórum de aprovação não seria bastante, pois ainda conforme ele, dos 2,2 mil inscritos, menos de 2 mil compareceram e se ele tem mil, logo, o plenário não poderia ter os votos de dois terços para as respectivas aprovações sem ‘seus’ votos, uma vez que se manifestaram contra.

 

 Há dois anos da eleição,

pastores José Wellington

e Samuel Câmara  

sinalizam para uma disputa

de grande ímpeto

Os assuntos são, em tese, de interesse geral, pois não afetam em nada a questão eleitoral, senão a simples prova de ‘poder de fogo’. São temas neutros e dizem respeito à alteração do Credo cristão (assembleiano), com a inclusão dos parâmetros bíblicos referentes ao casamento entre macho e fêmea, conforme estabelece a Bíblia.

Dado a complexidade e para esgotar o assunto, uma comissão fora nomeada pelo presidente da CGADB, pastor José Wellington, para que não se proponha texto dúbio a ponto de oferecer brechas a oportunistas. Então, somente depois de exaurido, o assunto voltaria para ser aprovado em plenário, em outra ocasião.

A preocupação é a de não deixar vazar termos como casamento entre homem e mulher, tendo em vista a possibilidade de mudança de sexo, quando, a partir de então, a pessoa natural e biologicamente macho, poderá ser considerada mulher (e vice-versa), segundo a lei civil, embora realmente não o seja biologicamente.

O tema fora tirado de pauta e encaminhado à Comissão composta dos pastores Elinaldo Renovato, Claudionor de Andrade, Abiezer Apolinário, Jesiel Padilha e Enaldo Silva. Outro assunto foi a criação da figura do 3º tesoureiro, também aprovado.

Contudo, pastor Samuel, que incentivava seu grupo a reagir diante da aprovação, que para ele não indicava a maioria, não aceitou o resultado. Pastor Samuel disse que votaria com seu grupo por meio de assinaturas, para provar, em juízo, que a aprovação não teria os dois terços exigidos, uma vez que mil dos quase dois mil inscritos, não estariam de acordo.

À noite, em um dos hotéis de Maceió, a lista estava sendo preenchida para, em seguida, entrar em juízo com pedido de liminar para cancelamento da 5ª AGE. O advogado Cláudio Dias já havia adiantado que iria pedir anulação da assembleia.

Durante a reunião de ontem à tarde, houve muito desconforto entre homens tementes e que não viam nenhum propósito na realização dessa AGE, em função das notabilizadas intolerâncias, por meio de atitudes que depõem contra qualquer cristão e que se agravam quando se trata de ditos ministros do Evangelho.

Read Full Post »

ENCARTE SOBRE HISTÓRIA DA AD

O Liberal, do Pará publica encarte especial sobre Centenário, mostra festividades no Pará e ainda histórico completo, com fotos da história da Assembleias de Deus no Brasil. 

É um belo trabalho com independência jornalística, que reconhece a ação espiritual para o crescimento da igreja, bem como o plano divino desde o envio dos pioneiros Daniel Berg e Gunnar Vingren.

A equipe do jornal (secular) está de parabéns pela cobertura e trabalho realizado, sem se deixar levar por ranços e travas religiosas.

Veja as páginas nos links abaixo:

http://www.clippingtemple2.com.br/a.php?idNoticia=31050

http://www.clippingtemple2.com.br/a.php?idNoticia=31051

 

ASSEMBLEIA DE DEUS MIRA O FUTURO

TECNOLOGIA – Emissora evangélica é a base digital para difusão do

Pentecostalismo

 O Liberal Digital, edição de 21/6/2011

O Centenário da Assembleia de Deus, celebrado no último dia 18, marca a união do povo de Deus para seguir em frente na pregação da mensagem divina, inclusive, por meio de projetos em ciência e tecnologia dessa igreja pentecostal, fundada em Belém do Pará pelos missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, para maior veiculação do Evangelho.

Essa disposição renovada dos assembleianos foi ressaltada, ontem à noite, pelo presidente da AD, pastor Samuel Câmara, ao coordenar um culto em ação de graças com cerca de 23 mil membros de congregações da igreja no Centenário – Centro de Convenções, na avenida Augusto Montenegro.

“O povo de Deus, muitas vezes, só precisa de um motivo, de um incentivo para se unir e caminhar, e Deus escolheu o tempo certo do Centenário para unir ainda mais o povo de Deus; comemoramos o passado, e nos voltamos, agora, ao presente e ao futuro, buscando sermos eficientes como foram os fundadores da igreja até aqui”, afirmou Samuel Câmara.

O pastor destacou como dois momentos importantes na programação do Centenário a presença de cerca de 100 mil participantes da festa no estádio Mangueirão, sábado à noite, dia 18, e a presença do arcebispo metropolitano de Belém, dom Alberto Taveira, naquele evento, demonstrando o bom convívio dos assembleianos com a diversidade de fé, como salientou Câmara.

Mensagem

Entre os novos desafios para a Assembleia de Deus está um projeto de ciência e tecnologia para disseminar a palavra de Deus no Brasil e no mundo, por meio da TV Boas Novas.

“Esse uso da tecnologia visa levar a mensagem de Deus para as famílias, para os cidadãos brasileiros, para que os jovens tenham uma opção de fé, de responsabilidade moral e religiosa”, afirmou Samuel Câmara.

Nesse cenário de tecnologia, durante a caminhada comemorativa da chegada dos missionários fundadores da AD a Belém, a igreja deu mostra da sua força nas mídias sociais: a hastag da AD foi a segunda mais citada no twitter no Brasil.

 

CARREATA MARCA 100 ANOS DA ASSEMBLEIA

O Liberal, edição de 19/6/2011

Comemoração – Evento contou com cerca de 20 mil fiéis, vindos de vários estados do Brasil

A data de ontem será sempre lembrada pelos membros da Assembleia de Deus como aquela em que a mensagem da igreja – de uma sociedade mais fraterna a partir dos ensinamentos trazidos por Jesus Cristo à Humanidade – ganhou as ruas de Belém em uma carreata que contou com quase 20 mil pessoas em 10 mil veículos.

A carreata, comemorativa ao centenário da igreja, foi precedida por uma dramatização da chegada dos missionários suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren a Belém no ano de 1910, para fundar no dia 18 de junho de 1911 a Assembleia de Deus, hoje presidida pelo pastor Samuel Câmara.

“O dia de hoje é de justiça para com Belém e com a Assembleia de Deus. A cidade é nossa e nós somos da cidade”, afirmou, emocionado, o pastor Samuel Câmara, na saída da carreata, ainda na área do porto de Belém, para seguir até o Centenário Centro de Convenções, na rodovia Augusto Montenegro, onde 5 mi fiéias aguardavam pela carreata. No local, foi celebrado um culto com a presença dos participantes que sairam da Escadinha do Cais do Porto, bem como de mais quatro pontos da Região Metropolitana de Belém: Marituba, Ananindeua, Icoaraci e Cidade Nova.

A emoção tomou conta dos membros da Asembleia de Deus quando atracou no porto de Belém uma embarcação lembrando o navio Saint Clement, que, em 1910, trouxe ao Pará os missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren. Os dois missionários foram interpretados ontem pelos atores Kleber Almeida, como Berg, e Daniel Vieira, como Vingren.

No desembarque na área da Escadinha do Cais do Porto, os dois personagens históricos foram ovacionados por uma multidão concentrada no local, desde as primeiras horas da manhã de ontem. Muitas pessoas aproveitaram para filmar e tirar fotos da dramatização, que contou com os missionários seguindo na carreata em uma viatura do Corpo de Bombeiros. Para que esse veículo deixasse a área da Escadinha e seguisse pela avenida Presidente Vargas, no começa da carreata, foi preciso a ação da soldados do Exército Brasileiro para abrir passagem para o carro entre as pessoas no local.

“É maravilho participar dessa festa do centenário da Assembleia de Deus, porque é o Evangelho do Senhor sendo glorificado e, daqui para frente, o Evangelho vai crescer ainda mais para um País melhor e o povo de Deus mais unido”, afirmou o pastor Marcos Aurélio da Silva, da cidade de Santa Inês, interior do Maranhão.

Com bandeiras do centenário, de estados e do Brasil nos carros, vidros de carros pintados com dizeres de louvor, orações e cânticos dos fiéis, a carreata seguiu pelas avenidas Presidente Vargas, Nazaré, Magalhães Barata, Almirante Barroso, Augusto Montenegro, passando pelo estádio Mangueirão até o Centenário Centro de Convenções.

Ontem à noite, no Mangueirão, ocorreu celebração com a participação de autoridades, pregação e shows musicais. A partir das 10 horas de hoje, na Praia Grande, no Outeiro, ocorrerá batismo de 5 mil assembleianos.

Read Full Post »

Apesar de ter conseguido liminar no dia 17, o ex-pastor da AD em São José dos Campos (SP), Luiz Sellari não conseguiu a integração de posse, após oito tentativas e ainda fora excluído do rol de membros. Após passeata até o Fórum ontem, membros da igreja receberam a notícia de que Sellari não voltaria à liderança.

Também fora realizada assembleia para votação de alguns assuntos decisivos, com a consequente alteração dos estatutos para impedir a volta de Sellari e a permanência de pastor Samuel Câmara. Ainda na mesma reunião, os membros reunidos decidiram pela exclusão do rol de membros do ex-pastor Sellari, segundo informações da jornalista Joyce Vieira e de pessoas que participarem da reunião.

Em uma das tentativas – a última, ocorrida no dia 1º –, homens armados forçaram a entrada, segundo membros da igreja e o próprio jornal local. Os homens só teriam ido embora após a chegada da Polícia Militar.

Outra versão

Por outro lado, a filha de Luiz Sellari, Sirlene Sellari, em nota por email, disse-nos que escrevemos “algumas notícias meio fora da verdade. A verdade é que a igreja não fora invadida e sim policiais militares estavam fazendo o cumprimento de uma liminar judicial” (sic).

Sirlene alertou ainda que “grande reviravolta ainda acontecerá, e por favor peço que antes de postar verifique as informações (sic). No final a verdade prevalecerá porque Deus é justo e fiel”.

Decisões da assembleia

Na Assembleia realizada ontem (2), no templo em disputa, com presença maciça, atestada por 3,5 mil assinaturas, decidiu-se:

1) desconsideração da junta-diretora instituída pelo pastor Luiz Sellari e garantida na liminar;

2) aprovação de uma diretoria provisória;

3) exclusão do pastor Antônio Luiz Sellari do rol de membros.

Quem ganha e quem perde?!

Segundo informação extra-oficial, havia realmente membros e parte do ministério descontentes, mas, a tentativa de usar esse contingente para derrubar a liderança do pastor Samuel não funcionou, pois tais pessoas resolveram não buscar tal opção. Isso acabou frustrando a tentativa de recondução do ex-pastor.

Por outro lado, todo o trâmite, desde o acordo de mudança de direção aos últimos acontecimentos, ocasionou o abandono da fé de várias pessoas, enquanto outras preferiram buscar guarida em outras denominações co-irmãs.

 

Read Full Post »

Templo Central da AD em São José dos Campos-SP

Segundo informações extra-oficiais, a AD em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, recebida pelo pastor Samuel Câmara, neste domingo (25/10), poderá ser pastoreada por Enaldo Brito, atual pastor do templo-central em Belém. Ele figura como um de seus homens de frente e recebeu convite do pastor Samuel, para assumir a referida igreja. Por outro lado, segundo a mesma fonte, um dos mais cotados para substituir pastor Enaldo é o “pastor de Casais da igreja”, Felipe Nunes.

Embora líder da igreja em Belém, pastor Samuel Câmara permanecerá como pastor-supervisor de todas as igrejas. E para dinamizar suas viagens semanais, na ponte Pará-Rio de Janeiro, onde são realizadas as gravações da Rede Boas Novas, no Recreio, Zona Sul do Rio, incluindo agora São José dos Campos, pastor Samuel adquiriu um avião com capacidade para seis lugares.

Sob disputa

Essa mesma igreja recebida em São José dos Campos é alvo de disputa entre o seu antigo líder e o Belenzinho (SP), que reclama seu domínio eclesial. O próprio Ministério do Belenzinho, já na época da liderança do pastor José Wellington, foi quem empossou pastor Luiz Sellari, há quase 20 anos.

Portanto, a igreja estava ligada ao Belenzinho, mas pastor Sellari declarou total autonomia, com a intenção de não mais aceitar o domínio eclesial de São Paulo. Desde então, provocou a separação e abertura de nova igreja, pastoreada por Francisco Sales e formada de membros não mais solidários ao líder e que solicitavam sua substituição havia anos.

Ainda segundo informações extra-oficiais e não confirmadas, há outros Estados, com líderes em fase de jubilação, com conversações adiantadas para que pastor Samuel assuma tais igrejas.

Clichês na web

Duro de suportar são os jargões infantis, próprios de movimentos que se iniciam, pois lançam para a ideia de um novo lado assembleiano, além de inspirar uma diáspora nas ADs. Cremos que isso seja de grupos isolados, de obreiros imaturos, sem o aval do pastor Samuel Câmara.

Read Full Post »

Pastor Pedro Lima volta atrás e relata laços com presidente da CGADB. Foto: Álbum de família (Orkut).

Pastor Pedro Lima volta atrás e relata laços com presidente da CGADB. Foto: Álbum de família.

No último dia 5, um momento digno de registro mudou os rumos de uma Convenção regional das Assembléias de Deus no Brasil – a Ciadseta (Tocantins) –, presidida pelo pastor Pedro Lima. Na última disputa eleitoral pela liderança da CGADB, pastor Pedro Lima mudou sua base de apoio do pastor José Wellington (SP) para pastor Samuel Câmara (PA). A grande maioria do ministério do pastor Samuel, antes ligado à Convenção do Estado do Pará, presidida pelo pastor Gilberto Marques, líder da AD em Ananindeua, fora transferido e inscrito na Ciadseta.

Houve grande reviravolta, discussões, declarações contrárias, enfim, reações próprias em função da alteração de rumos, motivadas pela eleição da nova mesa diretora, ocorrida em abril, no Estado do Espírito Santo, no município de Serra (Grande Vitória).

Enquanto pastor Samuel Câmara reclamava da falta de espaço na Convenção de seu Estado, para justificar a mudança brusca, discutia-se o direito estatutário da legalidade da inscrição à Convenção fora do perímetro eclesial. Mas, finalmente todos acabaram inscritos e até votaram na última eleição, realizada no Espírito Santo. Porém, não sem antes de movimentos jurídicos, que discutiram ainda a questão de ministros ineptos ao voto etc.

Durante a última Escola Bíblica do Belenzinho, na capital paulista, pastor Pedro Lima fora recebido pelo pastor José Wellington e, depois de uma solene reunião com lágrimas e pedido de perdão, pastor Pedro Lima revelou o seu desejo de voltar atrás, foi perdoado e reatou os laços fraternais com o presidente da CGADB.

Uma ata assinada por todos os presentes, entre eles pastor Sebastião Rodrigues de Souza, líder da AD em Mato Grosso (Cuiabá) e 3º vice-presidente da CGADB, registrou os termos, “com o objetivo de promover a paz e a harmonia necessárias à vida espiritual”. O líder da Ciadseta desistirá de todos os processos, que tramitavam nas comarcas do Rio de Janeiro, Serra (ES) e Palmas (TO), movidos por sua iniciativa. Em contrapartida, o líder da Ciadseta terá os processos administrativos movidos pela CGADB, contra o seu ato enquanto presidente e da própria Convenção, permitindo o registro dos ministros do Pará, anulados. Também, de agora em diante, pastor Pedro Lima obterá a “restauração integral dos vínculos associativos” à CGADB, extensiva aos ministros da citada Convenção.

Segundos informações, não registradas em ata, pastor Pedro Lima dera o prazo de 70 dias, para que todos os ministros membros do Ministério da Igreja do Belém do Pará, liderada pelo pastor Samuel Câmara, desliguem-se da Convenção.

Read Full Post »