Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Notícias’ Category

CGADB Site

ATUALIZADA-2- Embora tenha publicado o texto como iniciativa que partira de decisão judicial, na verdade, a paralisação da eleição ocorreu por praticamente conclusão da mesma. Então, parece que foi uma estratégica, para dizer que a Justiça estava sendo levada a sério.

CGADB Eleitos

Nesta atualização, confirmamos o que escrevemos acima, com o resultado divulgado, incluindo os mais de 10 mil cancelados por fraude, e permissão de mil votos por IP, embora limitado pela Justiça a somente cinco.

Desta vez a iniciativa partiu da própria Comissão Eleitoral, e Jurídica da CGADB. Eles tentaram reverter a situação, no Rio, mas o juiz de plantão já era outro, que não quis alterar a ação do colega titular.

Em Brasília, a resposta também foi a mesma e, então, a decisão de cancelamento da eleição da mesa diretora e do Conselho Fiscal prevaleceu.

Depois de cerca de 23 mil votos, a eleição foi paralisada. Pode ser que os votos não foram muito favoráveis, pois não deixariam para buscar o recurso no final do pleito, supõe-se.

Por outro lado, por terem conhecimento do resultado da eleição, com 23.019 votos e 74,78% do total, tentarão derrubar a liminar, para proclamar o resultado, sem impedimentos e manter o resultado favorável. Até agora, o resultado está sendo privado dos membros da CGADB e mantido como privilégio de um grupo.

 

 

 

 

 

Read Full Post »

ATUALIZADO- Por determinação da Justiça do Rio, a eleição da mesa diretora da CGADB foi cancelada.  Desde ontem, o interventor já havia sido impedido e registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia e comunicou o juiz de Careiro (MA), estabelecido pelo Superior Tribunal de Justiça como centro de todas as ações, como Foro competente.

Todas as determinações da Justiça foram descumpridas, inclusive a do cancelamento das 10.479 inscrições irregulares, após provas substanciais, embora tivessem conhecimento por meio de carta precatória de intimação, expedida por Careiro (MA), e mantida pelo juiz Thomas Souza, do Foro Regional de Madureira. A única liminar que ele não manteve foi a de exclusão do nome de Wellington Junior, que concorreria sob judice.

Até agora o interventor foi nomeado somente para gerir as questões, que dizem respeito à eleição – substituir a Comissão Eleitoral –, porém, uma intervenção geral não estaria descartada, tendo em vista o enfrentamento e jogo de braço diante das decisões judiciais.

Abaixo o despacho do juiz, cancelando a eleição, diante dos fatos.

CGABD - CANCELAMENTO

INSCRIÇÃO FRAUDULENTA

Uma das inscrições fraudulentas (fac simile abaixo) já teve o registro de voto. Trata-se do missionário Reginaldo de Deus Pereira, atualmente membro da Igreja AD em Rio Cumprido, Grande Rio, presidida pelo pastor Davi Nobre Rocha, que acaba de declarar a ilegalidade e colocar-se à disposição, para comprovação, junto do pastor inscrito à revelia.

IMG-20170409-WA0050

COMISSÃO ELEITORAL

Presidente e vice da Comissão Eleitoral, promotores de Justiça Antônio Lorenzete (RN), e Wilson Brandão (PA), respectivamente, ontem (sab,8abr), durante abertura do Processo Eleitoral (foto abaixo).
CGADB- Comisão Eleitoral.jpg

Read Full Post »

Liminar 2Liminar 1Liminar 3

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) frustrou mais uma tentativa do candidato à presidência da CGADB, José Wellington Junior. Neste dia 17/3 (sexta-feira), foi negada liminar que derrubaria as liminares concedidas até então, dentre elas, a que impede sua participação como concorrente.

Portanto, as liminares e seus respectivos pedidos são mantidos, para a eleição do dia 9 de abril, daqui a 20 dias.
SAMUEL -3
O quadro se mantém: As 10 mil inscrições com indícios de irregularidades continuam canceladas; a eleição está mantida; a candidatura de Wellington Junior permanece anulada; seu nome excluído das opções, mantendo-se somente os nomes de Samuel Câmara (foto) e Tardim.

Read Full Post »

 

20100608101135-predioadm

Editora CPAD da qual Wellington Junior é o presidente do Conselho Administrativo, segundo cargo mais disputado na CGADB

Com a ação de membros de CGADB, o juiz da comarca de Corumbá de Goiás, anulou a candidatura de José Wellington Junior à presidência da CGADB, e ainda afastou Antonio Lorenzetti da presidência da Comissão Eleitoral. Ele entendeu que Lorenzetti, como promotor de Justiça, não poderia ocupar a função, por suas atribuições.

Em seu despacho, o juiz justifica que ‘não foram observadas as determinações contidas no Edital de Convocação para a 43ª AGO da CGADB e o Edital Eleitoral”.

Conforme artigo 11 do Estatuto Social da CGABD, que preestabelece que ‘não poderão se candidatar aos cargos eletivos nem serem indicados para os demais cargos não eletivos os membros que estiverem inadimplentes com a CGADB e CPAD, os ausentes injustificavelmente da AGO e os diretores da CPAD’.

No parágrafo único está preestabelecido: Diretores da CPAD são impedidos de ocupar cargos aos órgãos da CGADB’.

FATOS

Em 17 de outubro de 2016, a Comissão Eleitoral, em ofício encaminhado a José Wellington Junior, o presidente Antonio Carlos Lorenzetti, avisa-o sobre a nulidade de sua candidatura. Ele cita o artigo acima e afirma: ‘Desse modo, vossa senhoria, está impedido de se candidatar-se a qualquer cargo da mesa diretora da CGADB, e mesmo em face de, por essa ocasião, inexistir impugnação de vosso registro de candidatura, a situação configura nulidade absoluta, ensejando o cancelamento imediato do registro’.

Por sua vez, o juiz também observa certa tentativa de acomodar a situação pela Comissão Eleitoral, quando diz: ‘Cumpre ressaltar que a Comissão Eleitoral ao admitir a candidatura de Pr. José Wellington Bezerra da Costa Junior à presidência da CGADB não atentou ao fato do mesmo não ter se desincompatibilizado do atual cargo que ocupa junto a CPAD.’

Por fim, observa que a pretensão do autor da ação é louvável, ‘pois busca junto ao Judiciário corrigir erro grave no Processo Eleitoral ao Cargo de Presidente da CGADB’ e que não resta dúvidas quanto à nulidade da candidatura.

MAQUEAMENTO

No dia seguinte ao ofício da Comissão Eleitoral, José Wellington Junior envia ofício ao vice-presidente do Conselho Administrativo da editora CPAD, Kemuel Pinheiro Sotero e solicita ‘Licença do Cargo de Presidente do Conselho Administrativo da CPAD’.

Esta solicitação, embora não de forma de descompatibilização, como determina o Estatuto, é tardia e soa como tentativa de driblar a situação.

Foi feita no dia seguinte ao ofício da Comissão Eleitoral; e, terceiro, porque é recorrente e tardia, pois embora datada de 18 de outubro, solicita “Licença” de ’02.08.16 a 10.04.2017’; terceiro, com o licenciamento José Wellington Junior permaneceria com o cargo garantido, sem a renúncia e ainda, permaneceu com vínculos, a ganhar o prestígio.

PESO DO CARGO

Esse cargo de presidente do Conselho Administrativo da CPAD, editora de abrangência nacional e internacional, é o segundo da CGADB mais desejado, perdendo somente para a Presidência da CGADB.

Com o domínio das atribuições, mesmo que extraoficial geral prestígio, decorrente das ações e influência da editora junto aos membros da CGADB, portanto eleitores.

TROPEÇO DA COMISSÃO ELEITORAL

Por sua vez, a Comissão Eleitoral não poderia ter acatado o registro da candidatura de José Wellington Junior. O ofício que alerta para a ausência de descompatibilização é posterior ao registro de candidatura, e colide com a exigência do próprio Edital Eleitoral, conforme seu artigo 15:

‘O REGISTRO de candidato inelegível ou que não atenta às condições de elegibilidade será indeferido, ainda que não tenha havido impugnação, sendo comunicado imediatamente ao interessado’ (o grifo é nosso).

DECISÃO

Diante de todos os fatos, que maculam o processo eleitoral e as provas de que está ‘eivado de vícios’, o autor Efraim Soares de Moura buscou corrigi-lo, por meio dessa ação.

Em sua decisão, o juiz determina a ”‘nulidade absoluta, ensejando cancelamento imediato do registro’, haja vista que descumpriu determinação contida no Edital mencionado…’”

Read Full Post »

PR. SATANA irma LOURDES.jpg

Pastor Antonio Santana, ao lado da esposa, irmã Lourdes

Em assembleia geral extraodinária, pastor Jairo Santana foi empossado presidente da AD em Ribeirão Preto. Ele substituiu seu pai, pastor Antonio Santana, jubilado no mesmo dia (27jul). O nome de pastor Jairo só foi publicado ontem, no dia da posse, no final da tarde. À noite, no Grande Templo, à Avenida Eduardo Andrea Matarazzo, 3.820, na Via Norte, o nome foi oficializado.

Dirigida pelo presidente da Convenção dos Ministros das Assembleias de Deus no Triângulo Mineiro (Comadetrim), pastor Álvaro Além Sanches, a assembleia no grande templo, que por suas dimensões é usado somente para grandes eventos, recebeu membros da cidade, da região, de cidades do Estado e de outros Estados.

PASTOR JAIRO

Pr JAIRO

Pastor Jairo, 59 anos, é conhecido por sua simplicidade e, portanto, querido por todos. Era o segundo vice-presidente e pastoreava a igreja no Planalto Verde, bairro de Ribeirão Preto e uma das mais destacadas congregações. Sempre atuou secularmente para sobreviver, e somente nos últimos anos passou a dedicar-se mais à obra do SENHOR e ajudar seu pai. Sempre foi fiel e não carrega nada que possa causar-lhe impedimento de assumir tamanha honra.

PR JAIRO ROSANA.jpg

Sua esposa Rosana (foto acima) sempre foi bastante ativa na igreja, bem como os filhos: Gesiel é obreiro, graduado em Teologia pelo seminário Ibad; Josane, Gisele e Jéssica também estão presentes na efetiva cooperação à obra do SENHOR.

Pastor Jairo trabalhava anteriormente na Prefeitura de Ribeirão Preto e agora recebe a tarefa de substituir o pai, homem de atuação e história ministerial brilhante, decisivo e líder respeitado.

PASTOR SANTANA

Baiano da cidade de Baixada da Palmeira, de família extremamente católica romana, converteu-se ao cristianismo a partir da mudança na família de 14 filhos. Seu pai Eloy foi o primeiro a receber Jesus Cristo.

Pastor Santana tornou-se cristão aos 7 anos e foi batizado aos 12, em 12 de agosto de 1944. Casou-se com a mineira Lourdes, em 54. Irmã Lourdes conviveu com uma enérgica família de letônios, em Varpa-SP, região de Marília. Eram cristãos batistas que vieram para o Brasil, em fuga da perseguição comunista.

Ele trabalhou por 14 anos na indústria química Rhodia, em Santo André. Foi ordenado ao ministério sob a liderança de pastor Joaquim Marcelino, em Santo André, no ano de 1970. Transferido para assumir a AD em Franca, em 1975, depois, assumiu a AD em Ribeirão Preto.

Pertenceu à primeira Convenção das ADs em São Paulo, a Comadespe, a mais tardia do Brasil, fundada por pastores-líderes, dentre eles, João Alves Corrêa, José Ezequiel da Silva, Alfredo Reikdal, Joaquim Marcelino da Silva, Walter Brunelli, José Dutra de Moraes…, que solicitaram permissão para sua instalação ao pastor Cícero Canuto de Lima, resistente à criação.

Também foi membro da Confradespe, e em uma das assembleias nacionais da Convenção Geral das Assembleia de Deus no Brasil (CGADB) foi eleito primeiro-tesoureiro. Seu irmão, saudoso pastor Rodrigo Santana teve grande respeito no Nordeste e foi notável líder das ADs no Estado da Bahia, época em que todo o Estado viveu sob unificação.

De seus 84 anos, passou 32 anos na presidência da AD em Ribeirão. Sua dinâmica e visão de Reino proporcionaram à igreja crescimento ímpar. Tanto na cidade de Ribeirão, quanto em cidades mineiras, a igreja marcou presença na evengelização e construção de templos e, posteriomente, em inúmeras cidades do interior de São Paulo, com mais de 140 congregações.

GRANDE TEMPLO

Com ‘passos firmes’ e sob ‘a bênção do SENHOR’ que ‘enriquece e não acrescenta dores’, versículo que sempre citava, bem como a firmeza de seus passos, pastor Santana iniciou a construção do templo (foto abaixo) em 2003.

Gde Templo Abobada.JPG

Somente nas estruturas metálicas (foto acima) consumiram 350 toneladas de ferro, para cobrir 90 metros de diâmetro e agrupar 12 mil pessoas, sempre com as contas em dia e sem dívidas.

“Queremos realizar algo que venha glorificar ao Senhor”, disse pastor Santana, durante visita ao templo, em época de sua construção.

Grande temploo

Grande Templo da AD em Ribeirão Preto

 

 

 

 

 

 

 

Read Full Post »

Dificuldade para equilibrar número de membros x local apropriado leva à democratização

Com a mudança nos estatutos, a próxima eleição da diretoria da Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB), terá votos online.

De qualquer ponto do país ou do mundo, ministros-membros do maior concílio de pastores do Brasil poderão indicar por voto, via online, os candidatos escolhidos para ocuparem os cargos da mesa diretora. São o presidente, os vices, secretários e tesoureiros, representantes das cinco regiões do país, incluindo os membros dos conselhos Fiscal e Administrativo.

Mais de 2 mil pastores e evangelistas, considerados ministros, participaram da 7a. AGE, realizada no templo em finalização, no Belenzinho, na capital paulista, liderada pelo atual presidente da CGADB, pastor José Wellington da Costa.

Ontem (25), a proposta de consenso de ambas as partes foi aprovada. Pastor Antonio Manoel Gomes dos Santos (RJ), apresentou um substituto, retirado posteriormente, salientou pastor Emanuel Junior, por mensagem (abaixo). Porém, com o uso de algumas proposições pelas comissões Jurídica e Eleitoral, por fim houve unanimidade e aprovação pelo plenário.
Pastor Celso Brasil (AD/Fonseca-Tx, Niterói-RJ, enalteceu a participação de Cláudio Dias, ministro e advogado. “Sua participação foi fundamental”, e concluiu: “Terminou ontem com consenso. A eleição será através de sistema online e ficou exatamente conforme gostaríamos que fosse”.

 

MÃO-ÚNICA

Considerada um avanço, essa mudança solucionará um problema até então insolúvel, pois não existe meios e espaços próprios e adequados para abrigar o número de pastores interessados na eleição. O concílio assembleiano reúne mais de 30 mil ministros. Informações mais recentes dão conta de que o número de membros é mais de 50 mil.

Todos os que forem credenciados e estiverem em dia com sua anuidade junto à CGADB poderão votar pela internet. O acesso será pelo site e as instruções deverão publicadas posteriormente para orientar o acesso.

Read Full Post »

IMG_6756
Foto com pr. Eliel recentemente na residência do pr. Ademilson (AD-Catanduva)
Ontem (16/1/16), no início da noite, partiu para a Eternidade, pastor Eliel Amaral Soares. Vítima de enfarto fulminante, em São Paulo. Ele estava no Brasil ministrando desde dezembro.
Missionário nos Estados Unidos há muitos anos, atualmente estava na Flórida, pastor Eliel deixa esposa Olívia, filhos e netos.
Foi um amigo e que nos recebeu muito bem por ocasião de uma de nossas viagens aos Estados Unidos. Chegou a nos receber em sua casa, em Los Angeles.
Notável ensinador com cursos de Teologia online (Menorah), sempre esteve ligado ao primor por meio da Palavra.
Sua família está em viagem dos Estados Unidos ao Brasil e seu sepultamento está marcado para segunda-feira, em São Paulo.

Read Full Post »

Older Posts »