Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Sociedade Bíblica do Brasil’

As mudanças que a nova ortografia da língua portuguesa impõe, passaram a valer desde janeiro, e exigem correções em obras já publicadas. As alterações atingem todos os países de língua portuguesa e as mudanças devem ser concluídas até 2012.

Para atualizar-se a SBB já lançou a Coleção Estudando com a Bíblia, de nove volumes, escrita com as correções exigidas pela nova ortografia. Outras obras da SBB também estão sendo atualizadas de acordo com a necessidade de reimpressão. “Inicialmente, priorizamos a revisão de algumas Bíblias, em especial das publicações infantis, que atendem especialmente ao público escolar, adiantou o gerente Editorial da SBB, Denis Timm.

Segundo Timm, apenas cerca de 0,15% das palavras inseridas na Bíblia sofrerão alterações. As principais traduções usadas: Almeida Revista e Atualizada (RA), Almeida Revista e Corrigida (RC) e Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH). Na primeira (RA), as alterações atingiram 1,1 mil palavras, a maioria envolvendo acento e fim do trema. Timm cita as palavras Galileia, Judeia e hebreia, que perderam o acento. Porém, o som dessas palavras permanece sem alteração.

Lançamos o livro Manual da Nova Ortografia

Formato:14x21cm/128 pág/Acabamento: Brochura/ISBN85-263-0994-3 – R$ 24,90

Para ajudar as pessoas a compreender a nova ortografia da língua portuguesa, escrevemos esse livro, que responde às principais perguntas:

O que mudou?

Como escrever e falar?

O novo alfabeto da Língua Portuguesa

Regras de acentuação,

do uso do hífen,

do fim do trema.

A língua portuguesa é falada e escrita em oito países, chamados de lusófonos (de fala portuguesa). Além do Brasil e Portugal, formam o grupo Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste. Estes países compõem a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). Em torno de 240 milhões de pessoas falam o idioma, considerado o sexto mais falado do mundo.

Para unificar a língua e torná-la mais forte por sua influência, criou-se em 1990, o acordo ortográfico. E como toda e qualquer alteração da língua necessita de aprovação oficial, o Governo brasileiro editou decreto regulamentando as mudanças, conforme publicação no Diário Oficial da União, seção i n. 87 p.11, Resolução nº 17, de 7 de maio de 2008, que “Autoriza a adequação dos livros escolares de ensino fundamental e médio às mudanças implementadas pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa”.

A alteração proposta vai impor mudanças no dicionário português correspondentes a 1,42%, enquanto no Brasil as mudanças serão de apenas 0,43%. Passam a vigorar no Brasil a partir do ano de 2009, com duração de três anos, tempo estimado para as adaptações necessárias. Enquanto as alterações não sejam totalmente assimiladas, avaliações, concursos e vestibulares aceitarão as duas grafias. Isso durará até final de 2011. Mas a partir de 2010, alunos da rede pública do Ensino Fundamental receberão seus livros já com as novas normas. O mesmo deverá ocorrer aos do Ensino Médio, porém, entre 2011 e 2012.

Inicialmente as regras serão usadas obrigatoriamente a partir de 2009, nos documentos de Governo.

MUDANÇAS

O alfabeto ganha mais três novas letras e passa de 23 para 26, com a inclusão das novas letras:

K, Y e W (k, y e w).

ALGUMAS PALAVRAS QUE PERDERAM O ACENTO AGUDO

Forma anterior Forma atual

Assembléia                                          Assembleia

Galiléia                                                  Galileia

Hebréia                                                 Hebreia

Heróico                                                  Heroico

Idéia                                                       Ideia

Jibóia                                                     Jiboia

Judéia                                                    Judeia

ABOLIÇÃO DO TREMA

Forma anterior Forma atual

Agüente                                                 Aguente

Lingüiça                                                 Linguiça

Seqüestro                                              Sequestro

Tranqüilo                                               Tranquilo

CAI O ACENTO NAS PALAVRAS TERMINADAS EM DUPLO O (OO)

Forma anterior Forma posterior

Abençôo                                                  Abençoo

Enjôo                                                        Enjoo

Magôo                                                      Magoo

Perdôo                                                     Perdoo

Vôo                                                            Voo

HÍFEN

Forma anterior Forma posterior

Anti-rábica                                           Antirrábica

Anti-religioso                                       Antirreligioso

Anti-semita                                          Antissemita

Auto-estrada                                        Autoestrada

Outras obras do autor

Tira-dúvidas da Língua Portuguesa, contém 1.000 exemplos de pecados gramaticais cometidos no dia-a-dia. Em pequenos tópicos e de fácil compreensão, o autor usa técnicas engraçadas e, portanto, de assimilação imediata, o que leva o leitor a ler o livro de uma só vez.

Ilustrações para Enriquecer suas Mensagens mostra cerca de 300 ilustrações, além de frases para fortalecer idéias em aulas, palestras e pregações. As ilustrações estão divididas entre fábulas, sabedoria da natureza, testemunhos e fatos.

Pontos Difíceis de Entender enumera uma série de provas científicas para indicar a veracidade bíblica, sem a intenção de validá-las. Esclarece ainda dificuldades concernentes a significados bíblicos e comenta passagens bíblicas e seus significados.

Fronteira Final é um livro que trata dos últimos acontecimentos no mundo, o que fortalece a indicação do Retorno de Jesus. É uma forma diferente e bastante atual de analisar a escatologia bíblica: Degelo Polar, Meio Ambiente, Superaquecimento, Líder Mundial, Globalização e as Sete Igrejas da Ásia e seus significados.

Anúncios

Read Full Post »

O lançamento da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) é super interessante porque reúne informações abrangentes, que auxiliam os leitores no entendimento das Sagradas Escrituras. O Manual Bíblico SBB, publicação sem tendência doutrinária, foi criada para ser usada com a Bíblia em qualquer versão ou tradução. O diferencial deste livro é a junção em uma só obra de valiosas informações que antes só podiam ser encontradas em vários livros e de diversas referências.
 
O Manual analisa cada livro bíblico parte por parte e oferece resumos e anotações. Ilustrações, mapas e diagramas – todos em cores – esclarecem o significado do texto bíblico e permite que interesses específicos sejam investigados em detalhe.

Lançamento reúne informações que auxiliam os leitores no entendimento das Sagradas Escrituras

Lançamento reúne informações que auxiliam os leitores no entendimento das Sagradas Escrituras

Dividido em quatro seções
1) Introdução à Bíblia – Começando a estudar a Bíblia; A Bíblia no seu contexto; Entendendo a Bíblia; Transmitindo a história; A Bíblia hoje; 2) O Antigo Testamento – Os Cinco Livros; a História de Israel; Poesia e Sabedoria; Os profetas; 3) O Novo Testamento – Os Evangelhos e Atos; As Epístolas; 4) Auxílio Rápido – O guia de consulta rápida é um diretório da Bíblia e do material contido no livro. Ele aponta os principais personagens, lugares, acontecimentos e ensinamentos bíblicos.
 
A riqueza do conteúdo da obra não pára por aí. Ela contém ainda: Guia da Bíblia de 680 páginas, dividido em seções, com anotações explicativas sobre palavras-chave e questões de significado e interpretação; 126 artigos de especialistas sobre o contexto e o uso da Bíblia, além de assuntos de interesse especial; mais de 700 fotografias e ilustrações coloridas, retratando com vivacidade o mundo dos personagens e acontecimentos bíblicos; 68 mapas colocados em pontos fundamentais, com localizações e outros detalhes necessários ao estudo do texto, 20 quadros e diagramas, apresentando informações históricas e contextuais de forma visual e prática.
 
Identificação
O Manual Bíblico SBB é uma verdadeira edição acadêmica em papel cuchê, no formato de 16 x 24,5cm, 816 páginas, em quatro cores e belas fotos de páginas duplas, de capa dura e ilustrada, a R$ 59,90. Informações pelo 0800-727-8888.

Eu gostei da obra e a recomendo.

Read Full Post »

 

SBB lança campanha para estimular a audição da Bíblia

 

Estivemos lá, acompanhados de Lucene, minha esposa, atendendo ao convite de meu amigo, pastor Eudes Martins, cordenador nacional da campanha. Encontramos vários pastores e amigos, como o Nogueira, da Casa da Bíblia em Fortaleza, pastor Jeferson (Central Gospel), pastor Lourival Guarani, que representou pastor Celso Brasil (AD/Fonseca/Niterói-RJ), com quem também congregamos, e o mestre Antonio Gilberto, além do pessoal, sempre simpático, da SBB.

No final cumprimentamos reverendo Rudi Zimmer, louvando ao Senhor com ele pela mensagem apresentada. Com propriedade e referências bíblicas, ele pregou com entusiasmo sobre a importância do ouvir. Ele enfatizou que a fé vem pelo ouvir e que o ver é escatológico e se cumprirá na revelação do Senhor.

Líderes cristãos do Rio e de outras regiões prestigiaram o lançamento da campanha

Líderes cristãos do Rio e de outras regiões prestigiaram o lançamento da campanha

A Campanha oferece material de apoio suficiente para dar o crescimento previsto e a dinâmica que a própria Palavra impôe. É um projeto ousado, mas bem realista, tendo em vista o potencial cristão em crescimento no país. Toda a estruturada do projeto foi apresentado pelo pastor Eudes em detalhes.

Abaixo publicamos o release distribuído pela colega Luciana Garbelini, da Assessoria da SBB.

Eventos realizados no Rio de Janeiro e em São Paulo marcaram o início da mobilização que deve atingir 10 milhões de brasileiros, em dois anos.

 

Duas solenidades marcaram o lançamento da campanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus“, iniciativa da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) cujo intuito é chamar a atenção de todos os brasileiros para a necessidade de se reservar um tempo diário de comunhão com a mensagem bíblica. A primeira delas aconteceu no dia 19 de maio, no Salão Velazquez do Guanabara Palace Hotel, no Rio de Janeiro. No dia 20 de maio, o evento foi realizado no Teatro Raul Cortez, na Fecomércio, em São Paulo. Ao todo, os eventos reuniram cerca de 400 convidados que, além de conhecerem os objetivos da campanha, também foram brindados com uma pequena amostra das gravações que serão utilizadas para estimular a audição e reflexão da mensagem bíblica. Em São Paulo, Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB, deu as boas-vindas, revelando que a campanha se estenderá ao longo do biênio 2009-2010 e pretende atingir cerca de 10 milhões de pessoas.

Cid Moreira narrou texto bíblico ao público presente

Cid Moreira narrou texto bíblico ao público presente

Na capital fluminense, o evento contou com a participação de Cid Moreira, que narrou do livro de Romanos, o capítulo 10, versículos de 9 a 18, na Nova Tradução na Linguagem de Hoje (NTLH). Em São Paulo, uma equipe da Rádio Trans Mundial reproduziu a gravação em estúdio de Marcos 6.1-51, na tradução de Almeida Revista e Atualizada. Gravadas no formato MP3, essas duas traduções do Novo Testamento serão as principais ferramentas da campanha. Ambas estarão disponíveis, respeitando as preferências de cada público.

O coordenador nacional da campanha, Eude Martins, foi o responsável pela condução das solenidades, prestigiada por líderes de várias denominações cristãs, muitos deles convidados a dar seu testemunho. No Rio de Janeiro, participaram Paulo Lockman, bispo da 1.ª Região Administrativa da Igreja Metodista do Brasil, Maurício Price, pastor e presidente do Diretório da SBB no Rio de Janeiro, o cantor Sérgio Barata e o Reverendo Guilhermino Cunha, da Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro e presidente de honra da SBB. Na capital paulista, os depoimentos foram dados por Elisiário Alves, bispo da Igreja Metodista Wesleyana do Brasil, Paulo Eduardo, pastor da Primeira Igreja Batista em São Paulo, Peder Refstie, comissário do Exército da Salvação, Phil Kenney, do Ministério Hosanna (EUA) e Jonathan Ferreira, pastor e fundador da Missão Antioquia e do Vale da Bênção. Uma oração especial foi dirigida pela missionária Durvalina Bezerra, do Seminário Teológico Betel Brasileiro. O louvor, nestas cidades, ficou por conta dos cantores Arlington Silva e André Sipriano, respectivamente.

O diretor executivo da SBB, Rudi Zimmer, lembrou que, na revelação bíblica, ouvir é fundamental. “Mesmo que se diga que Deus é visto, como na passagem do espinheiro em chamas (Êxodo 3), esta visão apenas estabelece o cenário para a Palavra de Deus ser ouvida. A fé nasce do ouvir a Palavra de Deus”, observou. Por isto, segundo ele, e campanha visa, acima de tudo, ajudar as igrejas no trabalho de evangelização.

Rudi Zimmer pregou a Palavra com entusiasmo ao destacar o valor bíblico do verbo ouvir

Rudi Zimmer pregou a Palavra com entusiasmo ao destacar o valor bíblico do verbo ouvir

Mobilização nacional – Pesquisas apontam que 74% dos brasileiros entre 16 e 64 anos não serão alcançados pela Bíblia no formato impresso porque não sabem ler ou porque entendem muito pouco do que leem. Outro dado impressionante, divulgado em 2008 pelo Instituto Pró-Livro, revela que a Bíblia, embora seja o livro preferido dos leitores brasileiros, é lida com frequência por menos de 2,5% da população do país. “Como, então, alcançar essa grande massa de brasileiros que se somam ainda com aqueles que não leem porque não têm tempo? Essa é a pergunta que a SBB se faz constantemente enquanto organização cuja missão é distribuir a Bíblia a todas as pessoas e torná-la relevante aos brasileiros”, revelou o diretor executivo da entidade, destacando que a campanha pretende justamente alcançar uma parcela dessa população.

A SBB incentivará a formação de grupos de audição da Bíblia nas igrejas, nos seminários teológicos, nas casas das famílias, no trabalho, em hospitais, quartéis, presídios, comunidades terapêuticas, casas de repouso e em ambiente escolar. A meta, em dois anos, é formar 300 mil grupos de audição.

Para dar suporte à campanha, será feito um trabalho especial junto a igrejas e organizações visando criar grupos de audição da Bíblia. Serão disponibilizados aos interessados material informativo e de orientação sobre como fazer uma audição reflexiva da Palavra de Deus, além de cartazes e sugestões sobre como desenvolver o programa em diferentes comunidades. Mais informações poderão ser obtidas no site www.tempodeouvir.org.br.

A iniciativa tem como base o versículo 17, do capítulo 10 do livro de Romanos – Portanto, a fé vem por ouvir a mensagem, e a mensagem vem por meio da pregação a respeito de Cristo. A ação será dividida em duas etapas. A primeira delas acontecerá em 2009 – ano em que se celebram os 200 anos do nascimento de Louis Braille, criador do sistema de leitura para cegos que utiliza pontos em alto relevo. “Nosso foco prioritário será levar a Palavra de Deus a pessoas portadoras de necessidades especiais e em situação de risco social, especialmente as beneficiadas por nossos programas sociais”, revela Seibert.

Para isso, os grupos participantes do programa de audição do Novo Testamento contribuirão com recursos financeiros para que a metodologia também seja implantada entre os públicos assistidos pelos programas Luz no Brasil, Inclusão do Deficiente Visual, Ação Social para Situações Emergenciais, Ação Social nas Escolas, Ação Social pela Paz, Ação Social nos Hospitais e Incentivo à Cultura. “A sugestão é que o interessado em participar faça uma oferta mínima de R$ 10,00. Em contrapartida, a SBB se compromete a enviar um CD com o Novo Testamento, um guia de audição, além de um relatório para preenchimento, quando a audição é feita em grupo”, explica o coordenador nacional da campanha, Eude Martins. Os interessados em participar podem fazer sua inscrição através do site da campanha.

Além de estar alicerçada na Bíblia Sagrada, a campanha “É tempo de ouvir a Palavra de Deus“ tem como pilares aspectos que resultam em benefícios culturais, sociais e relacionados ao conteúdo bíblico. Na área cultural, pode-se destacar que ouvir é um estímulo à leitura, favorece o aprendizado, enriquece o repertório cultural e estimula a alfabetização. Promove, ainda, o resgate da arte milenar de se contar e ouvir histórias que, por muitos séculos, foi responsável pela transmissão da cultura e informação e, até hoje, é praticada em todo o mundo. Como benefício social, a audição de um texto em grupo favorece a socialização do indivíduo e estimula a construção de relacionamentos.

“No que se refere à mensagem bíblica, a leitura e audição das Escrituras estimulam o fortalecimento de valores éticos e morais, além dos sociais, como amor ao próximo e a preservação do meio ambiente. A Bíblia Sagrada é também um livro histórico, de leitura obrigatória àqueles que querem compreender a formação da civilização ocidental, além de reunir vários estilos literários, sendo importante fonte para o conhecimento da Literatura”, observa Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB.

Confira as principais características das gravações que serão utilizadas durante a campanha:

Novo Testamento na tradução de Almeida Revista e Atualizada – Em formato MP3, contém a íntegra do Novo Testamento narrado e dramatizado. São 22 horas de gravação reunidas em um único CD-ROM. A locução do texto bíblico contou com a participação de mais de 40 atores, que deram vida aos personagens bíblicos, conferindo emoção à narrativa. Para acompanhar a locução, foram produzidos efeitos especiais e uma trilha sonora em sintonia com cada passagem bíblica.

Novo Testamento na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – Em formato MP3, contém todo o texto do Novo Testamento narrado por Cid Moreira, em gravação inédita. São 30 horas de gravação reunidas em dois CD-ROMs. Tem linguagem de fácil compreensão e trilha sonora exclusiva.

A Sociedade Bíblica do Brasil é uma entidade sem fins lucrativos, de natureza religiosa, social e cultural. Sua finalidade é traduzir, produzir e distribuir a Bíblia, um bem de valor inestimável, que deve ser disponibilizado a todas as pessoas. Além disso, por seu caráter social, desenvolve programas com o objetivo de promover o desenvolvimento espiritual, ético e social da população brasileira. Fundada em 1948, construiu sua trajetória com base na missão de “difundir a Bíblia e a sua mensagem a todas as pessoas e a todos os grupos sociais, como instrumento de transformação espiritual, de fortalecimento de valores éticos e morais e de incentivo ao desenvolvimento cultural e social”. Visando atender à demanda nacional por Bíblias e ampliar a divulgação da mensagem da Palavra de Deus, a SBB, em 1995, implantou, em Barueri (SP), a Gráfica da Bíblia, que se constitui no maior parque gráfico destinado à impressão e encadernação de Bíblias da América Latina.

Read Full Post »