Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘pacto com o demônio’

Saiu nesta quarta-feira, a sentença da 20ª Câmara Cível do Rio de Janeiro, sobre o processo movido por Xuxa Meneghel contra a Igreja Universal. A igreja de Edir Macedo terá que indenizar a apresentadora em R$ 150 mil por publicar no jornal interno que ela teria “pacto com o demônio”. As informações foram confirmadas pela assessoria de Imprensa do Palácio da Justiça do Rio de Janeiro.

A sentença diz, em resumo, que a publicação terá que divulgar na primeira página da próxima edição uma retratação com os seguintes dizeres: “Em desmentido da publicação do exemplar 855 de 24/08/2008, Maria da Graça Xuxa Meneghel afirma que tem profunda fé em Deus e respeita todas as religiões”.

Entretanto, o pedido de danos materiais foi negado e cada parte terá que arcar com as despesas do processo. Segue abaixo a sentença:

“Julga-se parcialmente procedente o pedido autoral, tornando definitiva a tutela antecipada concedida à autora, condenando a ré a publicar, na primeira página da próxima edição após o trânsito em julgado da presente demanda, do mesmo periódico, por ordem deste Juízo o seguinte: em desmentido da publicação do exemplar 855 de 24/08/2008, Maria da Graça Xuxa Meneghel afirma que tem profunda fé em Deus e respeita todas as religiões; condena-se ainda a ré a pagar à autora, como danos morais o valor de R$ 150 mil, com correção monetária desde a data da sentença e juros legais desde a data da publicação jornalística (ato ilícito)”, diz o documento.

“Julga-se improcedente o pedido de danos materiais. Com relação às custas e despesas processuais, bem como em verba honorária, ficam estas dirimidas entre as partes, na forma do artigo 21 do CPC. Transitada esta em’ julgado, nada mais requerendo as partes, dê-se baixa e arquivem-se os autos”, conclui a sentença (Colaboração do amigo, doutor Cláudio Dias).

Embora o texto do resumo da sentença não deixa claro se houve desmentido por parte da autora, também a Universal não comprovou a acusação e acaba condenada por publicar a questão (tomada por insinuação) em seu jornal.

Read Full Post »