Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘evidências bíblicas’

“E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”, Gn 2.7.

Depois da evidência da proximidade entre o barro e a vida biológica, com provas da presença de “materiais típicos do barro que são fundamentais no processo inicial de formação biológica”, como a substância montmorillonite, efetiva na “formação de depósitos gordurosos e ajuda às células a compor o material genético chamado ARN (ácido ribonucleico), indispensável para a origem da vida” (Instituto Médico Howard Hughes e do Hospital Geral de Massachusetts, em Boston, agência EFE/Science), chega outra prova.

‘Árvore genealógica revela novas idades para ‘Adão’ e ‘Eva’”

Conforme mostra divulgada pela revista Veja (goo.gl/aQxa6x ) “pesquisadores descobrem que os mais recentes ancestrais comuns a todos os homens e mulheres do planeta podem ter vivido na mesma época: ele entre 120.000 e 156.000 anos atrás, e ela, entre 99.000 e 148.000 anos”.

Quer dizer que todos os humanos herdaram sua base genética de um mesmo casal oriundo da África.

No resultado dessa pesquisa existem algumas discrepâncias com o relato bíblico – não dariam o braço a torcer por completo – como a questão do tempo; o casal bíblico, que não seria o mesmo; e, necessariamente, não formariam casal.

Segundo a pesquisa, “foram os últimos ancestrais a partir dos quais se pode traçar uma linha direta de descendência paterna ou materna até os nossos dias”.

Interessante que a pesquisa diminuiu o número de anos, trazendo os ‘pais de todos os humanos’ para mais próximos de nós (três vezes mais perto que antes), deixando um pouco de lado o ‘foguete datador’ dos bilhões de anos…

Mostrou-e também a questão da criação divina de macho e fêmea, sem intermediários, pois uma parte do DNA, o cromossomo Y, que determina o sexo masculino, é transmitida exclusivamente pelo pai.

“É ele que contém as informações sobre o ancestral paterno comum”, que a Bíblia denomina Adão, isto é, homem, humano, aquele que veio da terra, chamado pela pesquisa de Adão cromossomial-Y.

“A conclusão é de que todos os cromossomos Y foram herdados da mesma pessoa – o ancestral paterno comum”, o Adão cromossomial-Y, que permanece sentado “no topo da árvore” genealógica dos humanos, do jeitinho que nós cristãos e judeus pregamos há milhares de anos… nem tanto como o ‘foguete datador’ acusa!

O lado do DNA transmitido pela mãe – a Eva miticondrial – é um pedaço do genoma que não está no núcleo, “mas na mitocôndria da célula”.

Também mostrou que não existe a ideia determinante do que se pensava antes, quanto a discrepâncias de datas entre o homem e a mulher. “Nossa pesquisa mostra, no entanto, que essa discrepância não existe”, conforme afirmação do professor de Genética na Universidade de Stanford e um dos autores da pesquisa, Carlos Bustamonte.  

Como a Bíblia diz

“E formou o SENHOR Deus o homem do pó da terra, e soprou em suas narinas o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente”, Gn 2.7.

“Então o SENHOR Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas, e cerrou a carne em seu lugar; E da costela que o SENHOR Deus tomou do homem, formou uma mulher, e trouxe-a a Adão. E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”, Gn 2.21-24.

“Este é o livro das gerações de Adão. No dia em que Deus criou o homem, à semelhança de Deus o fez. Homem e mulher os criou; e os abençoou e chamou o seu nome Adão, no dia em que foram criados. E Adão viveu cento e trinta anos, e gerou um filho à sua semelhança, conforme a sua imagem, e pôs-lhe o nome de Sete. E foram os dias de Adão, depois que gerou a Sete, oitocentos anos, e gerou filhos e filhas”, Gn 5.1-4

Linhagens

Os ramos genealógicos também são mostrados pela pesquisa do DNA humano a indicar, segundo pesquisadores, que “a configuração dos ramos ao longo do tempo se mostrou semelhante à distribuição das populações humanas”. Indicam que as linhagens saíram da África para a Ásia e Europa.

Geopolítica de hoje e a profecia de Noé

“E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. E disse: Bendito seja o Senhor Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo. Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem, e seja-lhe Canaã por servo” (Gênesis 9.25-27).

A profecia de Noé, sobre os seus três filhos joga luz para os dias de hoje concernente aos povos. É justamente isso que se cumpre no mundo atual. Temos visivelmente o cumprimento dessa profecia.

De Canaã descenderam os africanos. Já no tempo dos patriarcas eles moravam naquela região, desde Israel (Canaã) que divisa a África da Ásia, até a África propriamente dita.

De Jafé descendem os jafetitas, os europeus. Eles detêm a supremacia econômica-política, com o MCE (união européia), e a maioria dos países mais ricos do mundo – o Grupo dos 7 ou Clube de Roma.

A promessa para Sem é religiosa. “Bendito seja o Deus de Sem”. Dos semitas, descendem as três maiores religiões do mundo – judaísmo, cristianismo e islamismo.

Dos filhos de Jafé saíram os colonizadores. Os europeus, especialmente por meio da Inglaterra e Portugal, colonizaram a África, repartindo-a como queriam e causando um grande transtorno às tribos, que até hoje lutam e são dominados, sofrendo com pestes, fome, degradação completa.

É um povo tomado de feitiçarias e adoração a ídolos. Chegam a oferecer seus filhos e a matar outros para serem oferecidos aos demônios, a exemplo do que faziam os cananeus. Muitas vezes Israel copiava seus pecados (2Rs 17.16-17 e 2Cr 33.1-6).

Dado a pecados de libação a deuses de vidas humanas, muitos povos foram exterminados da face da terra. A própria degradação moral os consumiu como os assírios, os maias e astecas, entre outros. O amor-livre na França quase os consumiu, pois não possuíam mais crianças, e ainda hoje procuram adotar crianças. O amor-livre quebra todas as barreiras morais, viabilizando o sexo entre qualquer pessoa, sem se importar com qualquer tipo de parentesco.

Fica claro dentro do quadro geopolítico do mundo de hoje o cumprimento da profecia de Noé (Mesquita, Antônio, Pontos Difíceis de Entender/CPAD, 2006).

Ainda como luz para o fato que descrevo, os cientistas falam de um período em que “a população sofreu um grande corte populacional, ao qual poucos indivíduos sobreviveram para transmitir seus genes… Mas também é possível que existam elementos da história humana que predispõe as linhagens a se sobreporem em determinados períodos”, diz o pesquisador Poznik (O grifo é meu).

O que ele diz, mesmo que não tenha essa pretensão, confirma tanto a questão do Dilúvio quanto a das três linhagens a partir de Noé, como as descrevo em meu livro Pontos Difíceis de Entender, inserido acima (sem atualização).

 

Anúncios

Read Full Post »