Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘assembléia de deus’

Acompanhe a eleição da CGADB:

17h35: Novo presidente da CGADB deve ser conhecido até as 20h. Acompanhe a apuração aqui no blog.

17h31: Daqui a pouco vamos postar mais informações sobre o término da votação.

16h42: “O uso excessivo de epônimos e a supersimplificação da história”. Leia aqui.

16h13: Várias seções já não tem mais filas de espera e registra até 50% de ausência.

Visitei as seções 88, 89, 90 e 95 que estão vazias, há mais de 1 hora. Nelas a presença chega em média a 50%.

Na 90ª dos 175 ministros, somente 90 votaram. Na 89, dos 222 cerca de 110 votaram.

A mesma média repetiu-se nas outras e o tempo médio usado foi de 4 minutos.

15h58: CGADB perdeu seu objetivo com tempo total limitado a discussões de gastos e custos e outros temas; nada de interesse à Igreja.

15h33: Esposa do diretor da CPAD teria um polpudo salário que chegaria a R$ 40 mil. Saiba mais.

15h14: Muitas seções já estão vazias e as que constatei – cerca de 6 – só receberam em média 50% dos eleitores.

15h06: Pastor Samuel Câmara tem computados 11 mil votos sem contar com dissidentes de convenções que votam fechadas em pastor José Wellington. Essa conta está bem enxuta.

14h43: Segundo minhas previsões a 41ª CGADB terá entre 17 e 19 mil eleitores dos 24.2 mil inscritos. Ganha quem receber entre 9 e 10 mil votos.

13h48: Muitos convencionais se mantém nas filas dado a lentidão dos votos.

13h37: Liminar derruba eleição do Conselho da CPAD e volta à determinação de eleição somente na sexta (12). Saiba mais.

13h03: Deputado Marco Feliciano (PSC/SP) chegou agora para votar. Está cercado de seguranças.

13h00: A previsão é de que o horário-limite (17h) ultrapasse dado a lentidão do processo.

12h37: Após votar o eleitor recebe um comprovante idêntico ao da eleição secular.

12h29: ´É um jornal´, disse um ministro após votar, referindo-se aos inúmeros nomes e dimensão da cédula.

12h00: As filas de votação não andam. Segundo um eleitor (já votou) não é possível votar com menos de 4 minutos.

20130411-143903.jpg
11h50: Pastor Antônio Carlos Lorenzetti, presidente da Comissão Eleitoral disse que seu chapéu – tipo Panamá – será ícone de sua aproximação e risco de prisão para quem for flagrado em fraude.

11h41: Com liminar que derruba a que pastor José Wellington conseguira pela manhã (dia 10), eleição do Conselho Administrativo da CPAD torna-se sem efeito.

10h39: Foram montados 90 guichês de atendimento com 35 ativos. As instalações e número de ministros, ônibus e outros veículos tornaram o parque pequeno..

20130411-142739.jpg
10h15: Gigantescas filas para retirada de crachá de acesso à votação ainda persistem. Crachá tem código de barras para acesso eletrônico em catracas.

Read Full Post »

Com a nova liminar concedida hoje (10) em Manaus, reeleição de Wellington Junior, como presidente do Conselho Administrativo da CPAD, tornou-se sem efeito.

A eleição, conforme a primeira liminar (e não sentença, conforme publiquei erroneamente), deveria ocorrer na sexta, após a eleição da mesa diretora da CGADB. A eleição ocorreu à revelia mas, hoje, pela manhã, advogados de pastor José Wellington conseguiram liminar, com juiz de plantão, mantendo a eleição.

Mais tarde, a liminar foi restabelecida e tudo voltou como antes, conforme despacho abaixo:

Assim, ao constatar a presença dos requistos autorizadores para a concessão do efeito pretendido – fumaça do bom direito e perigo na demora -, defiro o pedido liminar, atribuindo efeito ativo ao presente recurso. Determino, ainda, e utilizando o poder de publicitação das decisões judiciais, além da urgência que a situação fática exige, que esta decisão vale como comunicação à quem de direito. Determino, também, à Secretaria do plantão que comunique esta decisão pelos meios processuais próprios, especialmente os eletrônicos, com a urgência necessária”.

Read Full Post »

20100608101135-predioadm

Pastor Wellington Junior foi reeleito presidente do Conselho Administrativo da CPAD, segundo cargo mais cobiçado da CGADB. Depois da eleição, ocorrida na tarde de ontem (9), mesmo com sentença contrária, pastor Samuel disse que não vai revidar e seguirá em frente na disputa.

Por outro lado, os advogados de pastor José Wellington vão tentar derrubar a sentença no Tribunal de Justiça, mas, enquanto isso não acontece, a CGADB incorre na multa de R$ 50 mil diários impostos pela Justiça em função do não cumprimento da sentença.

Ainda segundo os advogados de Samuel Câmara, com o fato que estabelece a eleição do Conselho somente após a eleição de 11 (abr), eles poderiam pedir a prisão do atual presidente. Porém, não o farão para não torná-lo vítima. “Não vamos cair nessa”, mas seguiremos o caminho da justiça.

Caso a diretoria do Conselho da Casa eleita hoje (por presidente de convenções regionais) seja homologada pelo plenário amanhã (10), a multa se elevará a milhões, pois será computada por convencional.

Samuel Câmara disse que caso ganhe, vai propor a eleição do Conselho como determinou a Justiça, ao acatar sua reivindicação, com realização somente após a eleição da mesa diretora, portanto na sexta (12).

O que se nota até aqui é que as estratégias adotadas indicam a expectativa de cada candidato a respeito do resultado.

Read Full Post »

20130408190913-LOGO-41-AGO-box

Brasília deve receber até quinta-feira, 19 mil ministros do Evangelho das Assembleias de Deus de todo o Brasil, do total de 24,2 mil inscritos.

Algumas discordâncias já despontam no primeiro dia. Por exemplo, todos os assuntos em pauta estão sendo rejeitados e seguem para votação no plenário, por meio de sistema eletrônico.

O primeiro deles foi à rejeição da indicação do pastor Oscar Moura (ES), ligado ao pastor José Wellington, a 3º tesoureiro. O cargo seria criado pela aprovação, pois até hoje a entidade atua com somente dois. O terceiro nome cobriria a ausência em caso de vacância no cargo.

Rejeição

Também as contas da CGADB foram igualmente rejeitadas. No primeiro caso, o resultado teve a diferença de 1.370 votos contrários, do total de 6.365 (3.868 a 2.497).

Nota-se que os apoiadores de pastor Samuel Câmara votam em conjunto e essa diferença reflete a posição a respeito dessa disparidade.

A plenária conta, por enquanto, com cerca de um terço de inscritos, que deverão comparecer na sua totalidade, na quinta-feira (11), dia da eleição – das 8 às 17h.

Movimentação

Chegam a cada momento, no gigantesco espaço no Parque das Nações, caravanas enormes, provenientes de lugares distantes, como uma do Pará, com 20 ônibus.

Transformação do DF

O distrito federal foi transformado num grande centro de ajuntamento de ministros do Evangelho. Praticamente toda a rede hoteleira está comprometida e a movimentação é notável.

Previsão

Dos 24 mil inscritos cremos que o total não ultrapassará ao número de 19 mil, a considerar os 25% ausentes na última eleição em Vitória (ES). Desse total, quem ultrapassar a 9,5 mil votos favoráveis, ganha a presidência leva a CGADB.

Fora

Segundo a Comissão Eleitoral mais de 600 ministros tiveram suas inscrições indeferidas por questões de comprovante de inscrição – pagamento – não condizente com a regra exposta em edital.

Muitos desses pastores – a maioria mantendo a simplicidade cristã – apresentaram recibos manuscritos e outros fizeram depósitos em conta (da CGADB), portanto, sem recibo comprobatório – o boleto.

Ainda segundo a Comissão Eleitoral, outros cerca de 600 nem mesmo compareceram, pois, de antemão, sabiam da impossibilidade.

Também informou que o dinheiro `pago` deverá ser ressarcido. O pedido de ressarcimento deve ocorrer por meio de ofício com os comprovantes de depósito junto a Secretaria da CGADB.

Acesso eletrônico

O sistema de acesso ao plenário é efetivado por meio de catraca eletrônica – tipo ônibus – com leitura de código de barras nos próprios crachás.

Presidente do Conselho Administrativo

Embora com sentença que determina que a escolha do Conselho Administrativo da CPAD, editora assembleiana, ocorra após a eleição, pastor José Wellington determinou a eleição da citada diretoria e presidência, agora (dia 9, 18h30).

A eleição-escolha realizada entre presidentes de convenções regionais é presidida pelo pastor Ubiratan Batista Job (RS).

Feliciano

O plenário aprovou moção de apoio ao deputado assembleiano Marco Feliciano, ligado ao Belenzinho-SP, que segue perseguido por eclesiofóbicos.

Read Full Post »

As Regiões com menor percentual de evangélicos em relação à população são o Nordeste e Sul, conforme o Censo 2010. Segundo o mesmo, a Assembleia de Deus permanece como a maior denominação cristã no Brasil. Durante o período de 2000 a 2010, os dois últimos censos do IBGE a Assembleia de Deus cresceu de 8,4 milhões para 12,3 milhões, enquanto a Universal perdera 300 mil. A Igreja Católica Apostólica Romana também segue caindo.

Os cristãos (evangélicos) somavam em 2010, 15,4% da população, mas com o novo Censo, em 2010 já somavam 22,2%.

Em Mato Grosso do Sul

Muitos pentecostais inseridos nos evangélicos não determinados, mas dos pentecostais nominados, mais de 30% são da Assembleia de Deus que se destaca também por ser a denominação evangélica com maior quantidade de membros e percentual, com quase 5% da população total. Em Campo Grande a Assembleia tem 5,55%.

Mais de 50% dos evangélicos são pentecostais e, destes, 30% são da Assembleia de Deus.

Os números de MS

População – 2.449.024

Católicos – 1.455.323            – 59,4%

Evangélicos – 648.931           – 26,49%

Pentecostais – 372.398           – 15,20%

Assembleianos – 117.846      – 4,81%

Batistas – 65.563                    – 2,67%

Congregação Cristã – 46.821 – 1,91%

Universal – 28.313                 – 1,15%

Deus é amor – 27.655

Quadrangular – 26.628

Estados

– Rondônia tem o maior índice de cristãos, com 35%, contra 49,2% de católicos;

– São Paulo tem 23% (21% na capital);

– Espírito Santo tem 33%;

– Rio tem 29,2% (capital: 23,2%) e Queimados 45,5% (27,9% de católicos romanos);

– Pará tem 26,7%.

Os números do Brasil

Total de Cristãos Evangélicos – 42.275.440;

Pentecostais – 25.370.484;

Assembleianos – 12.314.410;

Protestantes (Missão) – 7.686.827;

Outras de origem pentecostal – 5.267.029;

Batistas – 3.723.853;

Congregação Cristã – 2.289.634;

Universal – 1.873.243;

Quadrangular (Cruzada) – 1.808.343;

Adventista – 1.561.071;

Luteranos – 999.498;

Presbiteriana – 921.209;

Deus é Amor – 845.383;

Igreja Maranata – 356.021;

Metodista – 340.938;

O Brasil para Cristo – 196.665;

Comunidade Evangélica – 180.130;

Casa da Bênção – 125.550;

Congregacionais – 109.591;

Nova Vida – 90.568.

Os sem religiões somam 15.335.510; sem religião determinada 9.218.129; que se dizem ateus, 615.096; religiões orientais 155.951 (Fonte: IBGE – Censo 2010).

Read Full Post »

Pastor João Ceno Ohlweiler (foto), líder da Assembleia de Deus em Criciúma é o novo presidente da Junta-executiva da Convenção da AD em Santa Catarina e Sudoeste do Paraná.

Ele foi eleito ontem com e 55,82% dos votos e tem como 1º vice pastor Nilton Santos, da AD em Blumenau  e 2º, pastor Juvenil dos Santos Pereira, da AD em Florianópolis, eleito com 451 votos. Pastor João Ceno Ohlweiler recebeu 542 votos e pastor Arcelino Vitor de Melo, 429.

Demais cargos

Pastor Cesino Bernardino, presidente AD em Camboriú e Gideões Missionários da Última Hora, foi eleito 1º tesoureiro da Junta Executiva da Convenção, com 367 votos, equivalente a 42,47% de todos os votos.

Com maior expressão em votos, pastor Sérgio Melfior, presidente da @adjoinville foi eleito 1º secretário com 728 votos, equivalentes a 77,03%. O 2º secretário, eleito com 396 votos, é o pastor Josué Cipriano, presidente AD em Jaguaruna.

Novo presidente

Nascido em Mondai (SC), no dia 23 de junho de 1942, pastor João Ceno Ohlweiler é casado há 44 anos, com a irmã Norma, de Sobradinho (RS). O casal tem três filhos e nove netos. Atuava como presidente da Caixa de Evangelização das ADs em Santa Catarina.

Seu ministério teve início em 1982, na cidade de Ibirama, onde permaneceu por 11 anos. Depois passou por Indaial (dois anos); Rio do Sul (dois anos); Caçador (13 anos); e Criciúma.

Quer comentar o artigo? Clique aqui

Read Full Post »


Comemoração do Centenário da AD reuniu milhares em Belém. (Foto: Tarso Sarraf)

Foi-se o tempo em que a igreja precisou mudar da Rua Figueira de Melo para o Campo de São Cristóvão, na cidade do Rio de Janeiro, porque o salão – um antigo depósito de açúcar – já não comportava as mais de 400 pessoas que assistiam aos cultos, sendo que muitas já os assistiam pelas janelas. E da alegria dos pioneiros quando descobriram que o número de crentes assembleianos no país já superava os 200 mil, conforme anunciava o locutor do Programa A Voz Evangélica das Assembleias de Deus, pastor Francisco Pereira do Nascimento (AD em São Cristóvão).

Com a estimativa de 22,5 milhões de membros, a Assembleia de Deus no Brasil é hoje a maior denominação pentecostal do mundo. Em segundo lugar está a Coréia do Sul com 3,1 milhões. As Assembleias de Deus no Brasil puxaram o crescimento dos evangélicos no país e, segundo projeções, deverá ultrapassar os 100 milhões em 2020.

As estimativas apontam ainda mais de 35 mil ministros e mais de 100 mil templos espalhados por todo o Brasil. Na verdade, a Assembleia de Deus está presente até mesmo nos lugares onde as estruturas governamentais não estão. 

Número de membros

Ao todo, as Assembleias de Deus têm 64 milhões de membros espalhados no mundo e 363.450 ministros, divididos entre 351.645 igrejas e presentes em 217 países. O Brasil lidera essa lista com 22,5 milhões de membros, de acordo com as estimativas da igreja nos EUA. Veja a lista dos países com os maiores números de membros (Tabela 1). 


Porcentagem em cada região

Na América Latina e Caribe, o número de membros chega a 28,8 milhões, o equivalente a 53% do total de assembleianos presentes no planeta. Estes números são ‘puxados’ pelo grande avanço no Brasil, que detém mais de 75% desse total. Veja o número de membros da Assembleia de Deus nas outras regiões do mundo (Tabela 2).

Profecia do crescimento da Igreja e do Brasil

Em uma entrevista ocorrida em 2 de abril de 1980, o saudoso pastor Rodrigo Silva Santana, reconhecido líder da igreja na Bahia, profetizou ao indicar que a fase difícil que o Brasil atravessava naquela época passaria e o país alcançaria prosperidade se abrisse suas portas à evangelização.

– “Desta forma se alcançará prosperidade e a pátria será engrandecida e enriquecida”, dissera.

Foi justamente o que aconteceu. O crescimento do país ocorreu de forma simultânea ao crescimento da Igreja e segundo projeções da Sepal o número de evangélicos deverá chegar a 50% da população brasileira e ultrapassar os 100 milhões em 2020.

Quer comentar o artigo? Clique aqui                                           

Read Full Post »

As comemorações do Centenário – completado no dia 18 de junho – teve seu ponto alto em Belém do Pará, onde a igreja começou. Mas os registros se estenderam por todo o Brasil com cultos, batismos gigantescos, oração por todo o mês de junho, passeatas, gravações de momentos históricos, apresentações, cultos em louvor ao Senhor pela data, sessões solenes em câmaras municipais, na Câmara Federal e no Senado.

As comemorações oficializadas pela CGADB iniciaram com um culto em ação de graças na Assembleia de Deus em Ananindeua, no Grande Pará, liderada pelo pastor Gilberto Marques, com o apoio do presidente da CGADB, pastor José Wellington e de toda a mesa diretora.

Em seguida, ocorreu uma sessão solene no Senado, sob a presidência do senador Crivela, da Igreja Universal. Políticos cristãos, em especial os da Assembleia de Deus marcaram presença e falaram sobre a atividade assembleiana do espiritual ao social, com o resgate de vidas de crimes e das drogas, ressocializando milhares de brasileiros. Nomes de homens e mulheres, usados poderosamente nas mãos do Senhor, durante a história da igreja, no decorrer do século, foram lembrados.

Senadores aderiram à homenagem e reconheceram a influência da igreja sobre a sociedade brasileira, como expressou o senador Flexa – @senadorflexa Senador Cristovam Buarque, ex-ministro da Educação, exaltou a Igreja e ressaltou a importância da Reforma Protestante, a partir de Lutero, quando a Bíblia fora traduzida para o alemão e tornou-se acessível ao público, provocando a ascensão à Educação e cultura. Essa iniciativa ocasionou ainda a alfabetização. “Devemos tudo isso a Lutero”, reconheceu.

Falou pela liderança da Assembleia de Deus o senador Manoel Ferreira, da AD-Madureira e pastor Samuel Câmara, líder da AD em Belém do Pará. Nem o pastor José Wellington ou qualquer membro da mesa da CGADB esteve presente.

Depois foi a vez da realização de sessão solene na Câmara Federal, sob a presidência do deputado Paulo Freire. Ocorreram também vários discursos de políticos tanto assembleianos quanto outros evangélicos e não-cristãos. Todos ressaltaram a ação evangelizadora da igreja e também sua obra social, com a recuperação de milhares de vidas.

Em Belém do Pará

Na quinta-feira foi a vez da realização de sessão solene em Belém do Pará. Por iniciativa do vereador, Iran Moraes (PSB), a Câmara de Vereadores de Belém realizou a sessão no dia 15, pela manhã e ressaltou a ação da AD.

Ao abrir os trabalhos da Sessão Especial, o vereador e presidente da Câmara de Vereadores Raimundo Castro fez questão de destacar a importância da referida sessão para todos os vereadores os quais, ao aprovarem por unanimidade todas as propostas até agora apresentada em favor da AD, estavam reconhecendo o trabalho religioso e social que a AD desenvolveu em favor da população ao longo desses 100 anos.

Um dos obstáculos mais difícil de vencer foi o ensinamento da Bíblia que não existia em português no Brasil e os missionários tiveram que importar exemplares dos Estados Unidos. Mesmo assim as dificuldades continuaram porque o pastor naquela época, segundo Iran, não era bem visto e muitas Bíblias foram queimadas e, até as casas dos pastores tiveram seus telhados arrancados como forma de forçá-los a sair da capital.

Dentre as homenagens que a Câmara de Belém já prestou ao Centenário da AD, destacam-se os projetos que deram os nomes de Centenário da Assembleia de Deus à avenida que levava o nome do escritor paraense Dalcídio Jurandir; Daniel Berg ao elevado da Rua Julio Cesar com a Pedro Álvares Cabral; e Gunnar Vingren ao Park Ambiental.

O ponto de destaque da Sessão Especial foi a entrega do título em memória de cidadãos de Belém aos missionários Daniel Berg e Gunnar Vingren. Foi entregue também o título de Honra ao Mérito aos pastores Samuel Câmara e Firmino Gouveia.

Em Santa Cruz da Palmeiras

No sábado – dia 18 –, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz da Palmeiras (SP), por iniciativa do vereador e vice-presidente Kleber Campos realizou sessão solene em comemoração ao Centenário da AD.

Os vereadores entregaram aos pastores locais uma placa comemorativa a partir do do Decreto Legislativo 02-2011, pelos 100 anos “de relevantes serviços sociais proporcionados…” por meio de “uma História de dedicação e amor ao próximo”.

A sessão foi presidida pela vereadora Celina Maria da Silva Rizzi (nome recebido em homenagem de seus pais assembleianos a irmã Celina de Albuquerque, primeira assembleiana a ser batizado no Espírito Santo), também presidente da Câmara. A solenidade contou com a participação de cristãos, mebros de igrejas, da cantora Giselle Bilter e ainda da vice-prefeita Rita Zanata, ex-jogadora de vôlei da Seleção Brasileira, também representante do prefeito da cidade.

A convite do vereador Kleber, discursamos sobre a história das Assembleias de Deus no Brasil. Acompanhado de minha família, traçamos o resumo histórico desde os primeiros sinais da ação do Espírito Santo nos Estados Unidos, o avivamento em Los Angeles, a chamada de Daniel Berg e Gunnar Vingren, o início da igreja no Brasil e sua história.

Sessão na Câmara de Vereadores em Santa Cruz das Palmeiras, com a composição da mesa

Pastores  homenageados posam com os vereadores

Vereador Kleber discursa e traça histórico da AD

Em grande destilo

Além do reconhecimento tardio da Convenção de pastores da Igreja-Mãe pela CGADB, após 10 anos, pastor José Wellington rompeu o desacordo com pastor Samuel Câmara e esteve presente, com a mesa diretora, na abertura do evento em Belém do Pará, no dia 16.

Registraram-se grandes momentos que alegraram milhares de membros assembleianos e obreiros de todo o Brasil presentes em Belém, durante a semana de comemoração. A igreja em Belém, além de receber dezenas de assembleianos, estimados em mais de 100 mil, construiu um grande auditório em tempo recorde.

Além de passeata e show da Esquadrilha da Fumaça, a abertura do evento foi memorável. Em coreografia, centenas de pessoas se alinharam no gramado do Estádio Mangueirão e escreveram centenário. Em seguida, formaram o número 100. Após desfizeram essa figura, para formar o mapa do Brasil. Depois um navio – indicando o Navio Clement, que trouxe os pioneiros Daniel Berg e Gunnar Vingren ao Brasil – entrou. Nele estavam dois personagens representando os pioneiros. Daniel Berg levava uma tocha e dela saia setas, indicando os Estados, visitados pela mensagem do Evangelho, a partir de Belém, pela ordem de datas.

Foto: @diego_formiga

As indicações, rumo aos Estados onde o Evangelho passou a ser pregado, após o início no Pará, formaram ‘rastros’ de fogo, que cada vez mais resplandecia a tocha. Quem viu gostou e elogiou a apresentação coreográfica no estádio.

Transmissões pela tevê

O Centenário em Belém do Pará teve cobertura jornalística das tevês Globo, tanto no Jornal Nacional quanto nas afliadas no Pará e Record, que deu espaço de mais de 3 minutos ao evento no Pará.

Quer comentar o artigo? Clique aqui

Read Full Post »

Acho que o nobre amigo foi infeliz em sua tese e colocações (Centenário paralelo: uma afronta a Belém, Rui Raiol – www.ruiraiol.com.br ). As comparações, em especial com o catolicismo romano e sua romaria idolátrica é impertinente, bem como o uso de termos desconexos, expondo nossa Belém como centro de disputa e apelando como se a igreja dependesse desse enodoar.

Lamento chegarmos a patamares e níveis que evocam tanto desgrenhamento. Ainda que queiram dividir, tirar e escamotear a historicidade assembleiana e sua origem, buscariam, no mesmo grau de intensidade, subtrair a grandeza de um fato tão relevante e não menos glorioso.

Quando o irmão falou em ‘outro’ Círio, logo pensei em ‘nossos’ Círios: o Mello ou o Zibordi. Mas, para minha tristeza, não se tratava deles! De Nazaré?… De Nazaré é Jesus, irmão! Ou não seria? Pergunto a Filipe ou a Natanael?

Esse apelo soa-me como extremamente bairrista e coloca-se no mesmo nível do outro de desejo similar – não do Sul, mas do Sudeste -, além de ofuscar a história, que todos os de boa fé e mente, jamais trocarão por outra. Afinal, estamos defendendo a união ou a separação, pois a suposta forma díspar nunca existiu, senão agora!?

Quando Natanael retruca, desdenhando a capacidade de representação da nortista região da Galiléia, com a famosa indagação “Pode vir alguma coisa boa de Nazaré?” (Jo 1.46), estava, por tabela, atacando ao Senhor, renunciando suas raízes judaicas e se expondo como ignorante, pois o Senhor nascera em Belém de Judá.

Por isso, o Senhor responde à sua indagação, em outra parte, quando diz: “Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus” (Mt 22.29).

De novo as acusações que colocam a região em similaridade, pecam pelo mesmo motivo, pois o cristão só escapa para uma grande Salvação se renunciar à ignorância e apelar para o conhecimento (de Deus).

O realce dessa verdadeira ‘murta’ só é possível em esferas notadamente terrenais. No caso da Igreja, ela é, acima de tudo, gloriosa o tempo todo e em todo lugar, invulgar. Unida pelo Cristo e ignorada pelo Natanael humano, do verso 46 e glorificado no Natanael espiritual do verso 51 (Jo 1). Ele era um simples cobrador de impostos debaixo da figueira (v48), e um ‘grande’ Zaqueu convertido acima dela.

Ninguém implantará a visão perfeita (teleios, daí telescópio = para ver ao longe) na mente humana. Especialmente por intermédio de bisturis de frases apelativas ou por meio de infelizes colocações, senão pelo encontro com o Cristo Vivo. Foi o que ocorrera com os dois Natanaéis sob a sombra de figueiras, fora do calor, causador de verdadeiras miragens e não de visão do Reino.

Os olhos bons enxergam o Reino, porém, a simples visão humana não consegue ver senão o Império. Aquele é alcançado pelo amor, este é tomado pela força.

O que a população profana poderia fazer em relação ao sagrado? Se é que a temos como tal; se não sabe distinguir entre o santo e o profano?! Não sabe discernir o Corpo do Senhor e daí o distanciamento, a falta de liga, de aproximação, de união, de comunhão, de corpo único, “perfeitos em unidade” (Jo 17.23)!

Nem São Paulo nem São Pedro (é Paulo e Pedro!); nem Belém de Judá nem Belém do Pará…; mas Jesus e Jerusalém Celestial!

Agora, se você puder pegar um baixinho (na crença e postura) e colocá-lo em cima da figueira é possível que ele consiga ver Jesus. Este seria um ato de glória! Mas tentar afundá-lo ainda mais, empurrando-o para as profundezas do Hades, você poderá, no máximo, mostrar a ele o Céu infernal que ele busca ou confundi-lo com um Inferno celestial.

Esta não é a Missão da Fé Apostólica!

 

QUESTIONAMENTO

Gostei das suas ponderações. Concordo com a analogia do Cirio não era a analogia mais coerente para a igreja, mas é a festa religiosa mais forte e que dava para comparar, ou seja, se outras pessoas celebrassem um Círio sem os paraenses e sem a “Nazinha”… como se sentiria o povo paraense?

Não há problema em antecipara as comemorações, mas não poderiam deixar de convidar a igreja de Belém ara participar, esse é o x da questão.

Claro que a data deveria ser comemorada por todos e em todos os lugares. Não estou falando que só Belém poderia comemorar, ao contrário assim como todos podem e devem comemorar o centenário! De forma redundante falando Belém também tem este direito e jamais poderia ser deixada de fora numa questão dessa.

Certo é que a Igreja de Belém estará nas comemorações do Centenário promovida pela CGADB e o contrário nós não sabemos ainda?

Dr. Cláudio Dias

 

RESPOSTA

Olá meu caro,

No que diz respeito às manobras políticas e de interesse pessoal, o que macula a honra da própria igreja assembleiana, em especial no que diz respeito à tentativa de desviar a atenção que Belém do Pará deveria ter, assino embaixo, conforme escrevi.

Mas nós não somos católicos romanos, agremiação religiosa que tanto  perseguiu a Igreja… O que tem que ver essa comparação, essa festa e esse povo? Nenhuma! Comparações são parábolas (lançar paralelamente).

Acho que o antecipar das comemorações reflete problema sim. Isso deveria ser efetivado com a anuência e participação efetiva da igreja em Belém. A igreja foi aviltada sim. Mesmo que haja relação ríspida entre pastores José Wellington e Samuel Câmara, os membros da igreja não devem ser introduzidos a essa vergonhosa atitude de unilateralidade.

A Igreja em Belém não deveria ser propriamente convidada, mas ser parte efetiva das comemorações, o ponto principal, a iniciativa, o ápice!

Sem distinção de local, a comemoração fora das terras paraenses tira a nobreza da expressão do significado do Centenário da Assembleia de Deus, pois foi o Senhor quem escolhera o Pará e não homens. E se Ele escolhera, seja qual for o pretexto, quem é o homem para mudar tal marco!?

Infelizmente isso está ocorrendo e macula a comemoração do Centenário, pois este marco é de TODA a igreja assembleiana e não somente de um grupo.

Que o Senhor providencie meios para que aquilo que Ele mesmo escrevera não seja aviltado, menosprezado, escarnecido.

O Pará deveria ser o principal assunto das comemorações, sem nenhum esforço e tocado com muito respeito, fraternidade e união cristã, pois foi ele o escolhido para que os reflexos de tudo isso, mostrado na grandeza assembleiana hoje, fosse efetivado.

Centenário sem Pará fica capenga! Seria o mesmo que tomar tacacá sem tucupi.

Estão simplesmente querendo esvaziar a Visão dada por Deus aos pioneiros.

Read Full Post »

Passou para a Eternidade ontem (5-5-11), pastor José Deusdeth Farias, presidente da Assembleia de Deus, Ministério Templo-Central, em Fortaleza. Ele assumira a liderança da igreja há exatamente um ano, após a morte do pastor Bastos (Sebastião Mendes Pereira), no dia 2 de junho de 2010, aos 89 anos de idade.

Seu sepultamento ocorrerá hoje (sexta-feira, 6/5/11), a partir do Templo-central (Fonte: Blog da Convenção regional, Cimadec).

Pastor Deusdeth era um dos vices do pastor Bastos e, após a morte deste, assumiu a presidência da igreja, enquanto pastor Maurino Pinheiro do Nascimento passou a presidir a Convenção regional (Cimadec). As duas eram presididas por pastor Bastos.

Na foto, pastor Deusdeth, o primeiro sentado, aparece ao lado dos pastores Pedrinho e Bastos

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »