Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 5 de abril de 2017

ATUALIZAÇÃO: Hoje (6abr), pela manhã, a empresa foi notificada e as 10.470 inscrições irregulares foram, novamente, retiradas permanecendo cerca de 20 mil inscritos aptos. O advogado Cláudio Dias esteve na empresa em Brasília, em companhia de um oficial de Justiça, com a ordem judicial de exclusão em 2 horas, sob pena de prisão. Segundo o advogado, a determinação judicial foi atendida.
Com o não cumprimento de determinações da Justiça, agora a orientação é prender culpados. A empresa responsável pelas inscrições e eleição online, retirou as mais de 10 mil irregulares, mas tornou a inserí-las, após a CGADB enviar novo banco de dados reabilitando-os.
Há um tratamento desdenhado e avacalhação às determinações. Também o nome de José Wellington Junior permanece como opção de voto, embora a Justiça tenha determinado a exclusão em duas liminares, ainda vigentes, uma de Manaus.

Porém, advogados dos autores das  ações estão atentos e acompanham tudo de perto. Já houve bloqueio de bens da  empresa e ameaça de prisão da administradora da empresa.

Novamente o juiz determimou a intimação da empresa, para a exclusão desses inscritos, sob pena de prisão. O prazo é de duas horas. Cerca de 20 mil inscritos são aptos ao voto.

DEPURAÇÃO FORÇADA

Com a aproximação da eleição da mesa diretora da CGADB, os andamentos estão sendo ‘purificados’ pela Justiça, por incrível que possa parecer.

Elementos estranhos, vícios, abusos, desrespeito às normas, incluindo as dos Estatutos da entidade, ausência da base de nossa conduta, a ética, estão sendo depurados.

Essa forma, embora totalmente secular faz-se necessária, pois a própria Palavra adverte: ‘Com o puro te mostras puro; mas com o perverso te mostras rígido’, 2Sm 22.27, e ainda: ‘O Senhor entra em juízo contra as autoridades e contra os líderes do seu povo’, Is 3.14.

Dentro do parâmetros biblicos a postura cristã, a começar pelos sacerdotes, é a seguinte: ‘Não farás injustiça no juízo; não farás acepção da pessoa do pobre, nem honrarás o poderoso; mas com justiça julgarás o teu próximo’, Lv 19.15.

FATOS

Percebeu-se que, além de todo domínio advindo do poder temporal humano, imposto pelas construções físicas e sua representatividade, há também o devaneio de manter-se com as rédeas nas mãos e refutar qualquer ameaça de perda do mesmo.

Ao concorrer à presidência da CGADB, condição legítima a todos os membos da entidade, alguns abusaram do abuso. Notou-se isso nos vicios do processo eleitoral da parte do que tonamos como situação.

Assim como Wellington Júnior, que permaneceu na presidência da editora, acumulando prestígio, e desigualando as condições; outros membros da mesma ‘chapa’ tomaram caminhos semelhantes.

Essa contaminação contamina todo o grupo e caso fosse por chapa, todos estariam inelegíveis. Mesmo com a votação individualizada, entendo que, por agir em grupo, o efeito também deveria ser o de cascata.

Descobriu-se que nem só Wellington Júnior está impedido, mas ainda Gilberto Marques, na condição de inegibiludade passiva, por não estar apto a votar. Igualmente, na mesma condição, está Perci Fontoura ‘e outros candidatos’, informa Gesiel Oliveira.

ELIMINADOS

Intimações e outras determinações judiciais estão sendo efetivadas e acompanhadas de advogados.

Segunda-feira passada, um oficial de Justiça esteve na matriz do Belenzinho, na Grande São Paulo, para  intimar José Wellington Junior, na primeira reunião do mês.

Outras medidas estão sendo elaboradas, sem torná-las públicas, por estratégia, e antecipação a possíveis tentativas de tumultuar o pleito

POSSIBILIDADES

Segundo o advogado Antônio Manoel  (Ceader-Rio), ‘a candidatura de Wellington Júnior está cassada enquanto as liminares do Amazonas não cairem. Ontem foi negado efeito suspensivo aos agravos e a oposição vai falar em contra razões. As liminares do Amazonas não caem antes das eleições’, ressaltou.

Ainda conforme dr. Antônio Manoel,  as liminares do Amazonas só serão resolvidas no TJ-AM depois das eleições. ‘Mesmo que haja qualquer mudança em Goiás, não alterará nada’, enfatizou.

CONCLUSÃO

Para não chegar a extremos, o SENHOR estabece o seguinte:
‘Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele; para que  não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão’, Mt 5.25.

Anúncios

Read Full Post »