Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 12 de janeiro de 2016

GILBERTO GONÇALVES MALAFAIA

APÓS RECEBER JESUS SUA FAMÍLIA SE CONVERTEU PELO SEU TESTEMUNHO

GILBERTO MALAFAIAPr. Gilberto com a esposa e filho, pastor Silas

 

Através de um artigo escrito no jornal Mensageiro da Paz levou Gilberto Malafaia a conversão a Cristo. Em seguida, ele buscou o aprimoramento na Palavra de Deus e, depois, o Senhor o chamou para o ministério. Suas convicções fizeram com que também buscasse o aprimoramento de outros obreiros, por meio do ensino da Palavra. Para isso, enfrentou dificuldades para implantar, com missionário Lawrence Olson, o Instituo Bíblico Pentecostal (IBP). Com persistência venceu a luta.

O jornal de 1939, que o levou a Cristo estava entre os livros de um amigo. Nele Gilberto encontrou o artigo assinado pelo missionário sueco Nils Kastberg, com chamada na capa: “Queres tu, ó homem roubar a Deus?” O texto o levou primeiramente a ser fiel ao dízimo. Depois lhe aguçou o desejo de ouvir o Evangelho, na AD em São Cristovão (Grande Rio), a partir do convite de um amigo, mas sua conversão de seu na AD em Madureira, na época liderada pelo pastor Paulo Leivas Macalão.

Ele aconselha os obreiros iniciantes a buscarem conhecimento sem deixar a unção espiritual, para que alcance a estatura de testemunha fiel.

Partiu para a Eternidade no dia 12 de janeiro de 2016, às 9h, em sua casa, aos 95 anos, no Rio de Janeiro, onde sempre morou e depois de 67 anos de casamento.

Preparação e convicção

Baiano de Castro Alves, Gilberto Malafaia era oficial da reserva da Marinha do Brasil casou-se com a professora e psicóloga, conhecida por suas preleções por todo o Brasil, Albertina Lima Malafaia. Da união nasceram cinco filhos, dos quais dois são pastores: Samuel e Silas Malafaia, conhecido em todo o Brasil e fundador e proprietário da Editora Central Gospel.

Como presbítero na igreja em Madureira, passou a perceber sua chamada ao ministério, mas não dizia a ninguém. Sentia em sua alma uma vocação especial. A partir de então passou a se aprimorar. Foi para um seminário batista, mas para aprender a manusear a Bíblia. Lá eu fiz o curso de Teologia com o intuito exclusivo de me aprimorar no conhecimento das Escrituras. Ainda bacharelou-se em Pedagogia, com especialização em Administração Escolar, pela Universidade Gama Filho.

De Madureira foi para a Penha, onde a sua chamada fora confirmada pelo Senhor. Mas o seu início foi justamente em Madureira, onde dirigiu uma congregação. Depois voltou para o templo-central, quando então teve muitas oportunidades para pregar a Palavra. O Senhor já havia dado-lhe da sua graça, percebida pela notoriedade de levar toda a sua família à conversão a Cristo Jesus. Em 3 meses, em torno de 12 membros de sua família renderam-se aos pés do Senhor. Após sofrer a repulsa de familiares, todos católicos romanos, sua mãe, Maria Anunciação Malafaia, foi a primeira, em 1941, a ir a Cristo. No dia em que ela se converteu mais 3 ou 4 irmãos também se decidiram por Cristo, entre eles Carlos e Moisés Malafaia, conhecidos pastores da AD do ministério Madureira.

Pastor Gilberto Malafaia sempre se mostrou participativo e impetuoso nas convenções da denominação. Jamais deixou de ocupar o microfone para deixar, de forma evidente, suas convicções. Sua história ministerial se efetivou na AD em Jacarepaguá, bairro do Rio de Janeiro.

Anúncios

Read Full Post »