Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 13 de abril de 2011

Ministros no culto de abertura ontem à noite, no Grande Templo, em Cuiabá

Nem todos os casos de divórcio deverão ser acatados pelas Assembleias de Deus no Brasil. Pastores discutem o tema desde a manhã de hoje, no Grande Templo em Cuiabá, na 40ª AGO (de 12 a 14 de abril). A decisão proposta pela Comissão Especial sobre Divórcio, deverá ser apreciada pelos convencionais e a principal é acatar a separação somente em casos de infidelidade conjugal, conforme preceitua a Bíblia. A decisão vai abraçar também casos que envolvem ministros.

O artigo 1º do ante-projeto de resolução, apresentado pela Comissão, diz que “A CGADB só reconhece o divórcio no âmbito ministerial de seus membros, nos casos de infidelidade conjugal, previstos na Bíblia Sagrada e expressos em Mateus 5.31-32 e 19.9”. Também diz que as convenções regionais deverão esgotar todas as possibilidades de reconciliação.

O segundo ponto mais polêmico diz respeito à união estável. “A CGADB não reconhece, no âmbito ministerial de seus membros, a situação de união estável”, pois entende que, além das implicações bíblicas, que proíbe tal forma, a Constituição brasileira, em seu artigo 226, estabelece que a união estável é prevista somente para casais, isto é, homem e mulher.

No caso do divórcio, a Comissão orienta a não se discutir o divórcio sob a ótica legal, pois para isso existem as leis seculares, mas sob o ponto de vista bíblico.

Parte-se da premissa de que o casamento é indissolúvel, pois “o que ajuntou Deus não separe o homem”, conforme Gênesis 2.18,24. O caso expresso na Bíblia diz respeito ao término da união, em função da infidelidade conjugal de um dos cônjuges.

Anúncios

Read Full Post »

Caravanas do Estado do Mato Grosso e cerca de 2,9 mil pastores, inscritos na 40ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), ocuparam as dependências do Grande Templo em Cuiabá. As maiores caravanas de pastores são de São Paulo e do próprio Estado.

Fora destas duas regiões, tudo indica ser a do Maranhão a mais numerosa. São 70 pastores da Convenção Estadual das Assembleias de Deus no Maranhão (Ceadema), presidida pelo pastor Pedro Damasceno.

 

Ministros de várias regiões estiveram no culto de abertura 64

Com início no Grande Templo em Cuiabá, ontem à noite, a 40ª AGO teve a caravana do Maranhão como destaque. A maioria dos 70 pastores saiu de ônibus de São Luís, no domingo pela manhã, e chegaram nesta terça, no final da tarde, segundo o secretário da Ceadema, pastor Gildenemir Lima de Souza. A AGO ocorre de 12 a 14, com discussões convencionais durante o dia e culto à noite. O tema mais polêmico deverá sobre o divórcio.

Estiveram presentes no culto, o governador do Estado, Sinval Barbosa (PMDB), membro da Igreja Batista, acompanhado de sua esposa; o general de Brigada, João Batista Carvalho Bernardes, comandante da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada (Cuiabá) e o ex-superintendente das Assembleias de Deus nos Estados Unidos, pastor Thomaz Trask. Ele estava acompanhado do pastor Joel Freire, missionário nos EUA e pregará nesta quarta-feira.

 

O Grande Templo comporta até 23 mil pessoas, mas neste primeiro dia, não chegou a ficar lotado 63

Pregou a Palavra pastor José Wellington, presidente da CGADB. O culto terminou às 21h25 (horário local, que corresponde à uma hora menos do horário de Brasília). Louvaram ao Senhor os cantores Victorino Silva, Lilia Paz, Marcelo Santos e Alice Maciel.

Além de pastores de várias regiões, todos os membros da mesa diretora da CGADB estiveram presentes. Também deverão estar presentes amanhã, quando apresentarão termo de compromisso com a igreja, os 24 deputados federais membros das ADs. Nesta quarta, as atividades convencionais deverão começar às 9h.

Read Full Post »