Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \10\UTC 2009

Pastor Pedro Lima volta atrás e relata laços com presidente da CGADB. Foto: Álbum de família (Orkut).

Pastor Pedro Lima volta atrás e relata laços com presidente da CGADB. Foto: Álbum de família.

No último dia 5, um momento digno de registro mudou os rumos de uma Convenção regional das Assembléias de Deus no Brasil – a Ciadseta (Tocantins) –, presidida pelo pastor Pedro Lima. Na última disputa eleitoral pela liderança da CGADB, pastor Pedro Lima mudou sua base de apoio do pastor José Wellington (SP) para pastor Samuel Câmara (PA). A grande maioria do ministério do pastor Samuel, antes ligado à Convenção do Estado do Pará, presidida pelo pastor Gilberto Marques, líder da AD em Ananindeua, fora transferido e inscrito na Ciadseta.

Houve grande reviravolta, discussões, declarações contrárias, enfim, reações próprias em função da alteração de rumos, motivadas pela eleição da nova mesa diretora, ocorrida em abril, no Estado do Espírito Santo, no município de Serra (Grande Vitória).

Enquanto pastor Samuel Câmara reclamava da falta de espaço na Convenção de seu Estado, para justificar a mudança brusca, discutia-se o direito estatutário da legalidade da inscrição à Convenção fora do perímetro eclesial. Mas, finalmente todos acabaram inscritos e até votaram na última eleição, realizada no Espírito Santo. Porém, não sem antes de movimentos jurídicos, que discutiram ainda a questão de ministros ineptos ao voto etc.

Durante a última Escola Bíblica do Belenzinho, na capital paulista, pastor Pedro Lima fora recebido pelo pastor José Wellington e, depois de uma solene reunião com lágrimas e pedido de perdão, pastor Pedro Lima revelou o seu desejo de voltar atrás, foi perdoado e reatou os laços fraternais com o presidente da CGADB.

Uma ata assinada por todos os presentes, entre eles pastor Sebastião Rodrigues de Souza, líder da AD em Mato Grosso (Cuiabá) e 3º vice-presidente da CGADB, registrou os termos, “com o objetivo de promover a paz e a harmonia necessárias à vida espiritual”. O líder da Ciadseta desistirá de todos os processos, que tramitavam nas comarcas do Rio de Janeiro, Serra (ES) e Palmas (TO), movidos por sua iniciativa. Em contrapartida, o líder da Ciadseta terá os processos administrativos movidos pela CGADB, contra o seu ato enquanto presidente e da própria Convenção, permitindo o registro dos ministros do Pará, anulados. Também, de agora em diante, pastor Pedro Lima obterá a “restauração integral dos vínculos associativos” à CGADB, extensiva aos ministros da citada Convenção.

Segundos informações, não registradas em ata, pastor Pedro Lima dera o prazo de 70 dias, para que todos os ministros membros do Ministério da Igreja do Belém do Pará, liderada pelo pastor Samuel Câmara, desliguem-se da Convenção.

Anúncios

Read Full Post »

Embora divulgada pelo respeitado blog de Júlio Severo a notícia intitulada A Assembleia de Deus decide apoiar Dilma Rousseff não é verdadeira. Conforme pastor Geremias do Couto, membro ativo do Conselho de Política da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB), “jornais e alguns blogs… estão dizendo que ela tem o apoio da Assembleia de Deus. Eu ainda não sei nada disso. E só fará no tempo devido, ouvidas todas as instâncias. Até porque hoje ainda não há oficialmente candidatos!”

Durante a cerimônia dos 75 anos do pastor José Wellington, presidente da CGADB, em que Dilma esteve presente, representando o presidente Lula – o convidado –, nada foi dito sobre esse pretenso apoio.
 
Pr. Antônio Mesquita
Pres. do Conselho de Comunicação da CGADB

Read Full Post »

Ministra Dilma Rousseff discursa no aniversário do pastor José Wellington (Foto: Folha de São Paulo)

Ministra Dilma Rousseff discursa no aniversário do pastor José Wellington (Foto: Folha de São Paulo)

Na noite de ontem (segunda, 5/10), a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, foi mimética na saudação cristã: “Que a Paz do Senhor esteja com vocês!” Penso que os irmãos responderam: “E contigo também!”, embora não sabemos se ela, como autêntica petista, ao menos acredita nessa Paz.
 
Ela esteve presente, representando o presidente Lula, na comemoração dos 75 anos do pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente da CGADB. O aniversário foi comemorado, a exemplo do que ocorre todos os anos, no final da Escola Bíblica do Ministério da AD em Belenzinho, na capital paulista – o maior ministério assembleiano no Brasil.
 
Às 21h02, possivelmente antes mesmo de o culto terminar, a Folha Online já postava matéria – desta vez, impecável quanto às informações, escrita por Regiane Soares – sobre o culto e presença de políticos. Além de Dilma, o ex-governador do Rio, Garotinho não perdeu o momento para aparecer e também tirar proveito político.
 
O Estadão também publicou, à noite, notícia sobre o evento. A ministra recebeu uma Bíblia do vice-líder da igreja e filho do aniversariante, pastor Wellington Júnior. Líderes assembleianos de todo o Brasil estiveram presentes, além de pastores de todo o Estado paulista.
 

Duelo com Marina 

É obvio que o Governo Lula quer minar o privilégio da possível candidata pelo PV, a ex-petista Marina da Silva, membro da Assembléia de Deus. Segundo pesquisas, Marina tiraria votos de Dilma. Além disso, a mídia, que sempre se posiciona contra qualquer cristão – leia-se evangélico – recebeu-a muito bem e teceu elogios a sua postura.  

Com muita simplicidade, Marina é o oposto de Dilma. Conhece a Paz, fala com sobriedade, propriedade e conhecimento de causa, com discurso bem atual, no mundo pós-moderno, que envolve o meio ambiente, pasta da qual foi ministra de Lula.

Read Full Post »

Na década de 50, o português José Rodrigues Belchior, descendente de judeu, viajou de Portugal para o Brasil, em um minúsculo barco a vela. Ele, um amigo e sua companheira, saíram de uma ilha, no município costeiro de Olhão, e rumaram para o Brasil em um barco de 2x6m. Por um milagre, eles aportaram em Porto Seguro (BA), 117 dias após. 

Os três carregaram o barco de suprimentos e muita água potável e rumaram para o Brasil, na rota semelhante a de Cabral, mas com muito mais ousadia. Eles passaram por situações perigosas e algumas vezes ficaram dias presos na pequena cabine para não serem arrastados pelas ondas. 

Na Bahia, os três foram recebidos como heróis pelo prefeito de Porto Seguro. Depois rumaram para o Rio, onde José Rodrigues, bastante desidratado e com 30 quilos a menos, ficou internado na Casa de Portugal. 

Da aventura com a mulher, José Belchior teve filhos, já no Brasil, de onde nunca mais saiu, a não ser para receber homenagens em sua terra natal, onde fora recebido como herói. Lá ele tem até um monumento com uma placa alusiva ao seu feito. 

Hoje, José Rodrigues Belchior, com cerca de 80 anos, vive em sua propriedade rural no município de Cachoeiras de Macacu (RJ), com a esposa – a segunda – com quem casara, após converter-se ao cristianismo. Fraterno e amoroso, ele é membro da Assembléia de Deus e com jeito bem abrasileirado, recebe amigos para um gostoso papo, sem faltar a cortesia do brasileiro – o cafezinho. 

Em breve vamos divulgar mais detalhes e mostrar fotos de Belchior e de seus arquivos sobre a aventura.

Read Full Post »

« Newer Posts