Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 6 de julho de 2009

Depois de mudanças radicais na fisionomia, e com notáveis traços de desequilíbrios, Michael Jackson morreu no dia 25 de junho em Los Angeles (Califórnia), após sofrer parada cardíaca. Com 50 anos ele preparava a nova temporada do seu novo show This is it

Depois de mudanças radicais na fisionomia, e com notáveis traços de desequilíbrios, Michael Jackson morreu no dia 25 de junho em Los Angeles (Califórnia), após sofrer parada cardíaca. Com 50 anos ele preparava a nova temporada do seu novo show This is it

Mesmo sem nutrir qualquer forma de idolatria por ídolos populares e resistir comentar sobre o famoso cantor afro-norte-americano, Michel Jackson, quebro o meu silêncio. O que me motivou foram fatos revelados ocorridos durante a existência do excêntrico cantor. 

Fica a pergunta: Do que adiantou toda a fama se ele jamais desfrutou satisfatoriamente da mesma? Seus fãs, obviamente, nutrem-se das folhas dos louros, mas o homem que queria ficar louro por distúrbios psicológicos, causados por pressões acima de sua capacidade de equilíbrio mental, pouco aproveitou do que produziu. Seu estilo robótico de dança remete para o seu próprio caráter impresso após seu lançamento pelo ambicioso pai. 

A gota d’água – o amor ao dinheiro, sucesso, riqueza – transformou-se num turbilhão, que corria incólume na cabeça daquele homem crescido, mas procatatélico. A “raiz de todos os males” (o amor ao dinheiro), como já sentencia o Livro Sagrado, causou-lhe desastres sem reparos. 

Michel foi jogado pelo pai na arena para provocar alegria à turba e render-lhe glórias em forma de moedas. Os passos da criança vista pelo pai como a galinha de ovos de ouro, foram interrompidos para transformar-se em uma máquina de fazer dinheiro. Para que isso ocorresse com sucesso e sem entraves, o pai costurou o caminho, ao castrar o garoto. Esse tipo de investimento na criança é uma estratégia notadamente satânica. 

Na Terra do Nunca 

Sentir enjoos só em pensar no pai Joe Jackson não era nenhum exagero de Michael, pois o pai dele apareceu de luto e revelou-se ao aproveitar a mídia presente para anunciar o seu novo negócio, o lançamento de uma nova gravadora. 

Todos criticam a estratégia do metalúrgico e pai de nove filhos, que montou na década de 60 o Jackson Five, com destaque para o caçula Michael, mas quem não faria o mesmo hoje?, quando o ser se deteriora, com o descaramento da grande maioria, e dá lugar ao ter?  

A personalidade problemática de Jackson tem ao menos uma explicação: ainda pequenos os filhos recebiam do pai uma cobrança rigorosa, com ensaios exaustivos de até dez horas de duração, castigos físicos e psicológicos. 

As marcas desses possíveis traumas de infância, que ficam de exemplo a não ser seguido pelos pais, mostram um homem crescido, mas que não queria ser adulto e tampouco grande. Tanto que Michael usou parte de seu dinheiro para criar um rancho com o nome de Terra do Nunca (Neverland), onde o famoso rei do Pop se sentia Peter Pan (o menino que não envelhece). 

Embora tivesse talentos próprios, sem plagiar e ser plagiado, jamais deixou de ser uma criança de imaginário fértil. Ele jamais assimilou a glória humana e sofria a pressão da máquina de fazer dinheiro, tanto de empresários quanto dos próprios fãs, e se enclausurou por longos 12 anos. Tudo isso causava-lhe distúrbios e estes doenças.   

Palavras matam especialmente crianças 

A maior força de expressão humana, a palavra, teria sido a arma usada por aquele esperto metalúrgico, para a castração do garoto prodígio, transformando-o em uma máquina de fazer dinheiro – um robô dançante e cantante. 

“Instrui a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele” (Pv 22.6) foi levado a sério pelo pai, mas com o sentido do contexto de seu interesse de ganhar o mundo, mesmo que fosse necessário negociar a alma. 

As esquisitices do famoso Jackson apontam para o ponto xis, justamente as palavras matadoras que teriam sido ditas na época certa. Todo o ardor da glória do sol na vida do filho, tinha de secar aquela flor e perecer o seu aspecto e murchar o seu caminho (cf Tg 1.11). 

Tiago, sabiamente, diz ainda: “Vede que também as naus que, sendo tão grandes, e levadas de impetuosos ventos, se viram com um bem pequeno leme para onde quer que a vontade daquele que as governa. Assim também a língua é um pequeno membro, que se gloria de grandes coisas. Vede quão grande bosque um pequeno fogo incendeia. A língua também é um fogo; como mundo de iniquidade… e contamina todo o corpo, e inflama o curso da natureza, e é inflamada pelo inferno” (3.4-6).

Aproveito para ilustrar com fotos que produzi em Los Angeles, durante o Centenário Pentecostal da Rua Azusa:

O funeral aberto ao público de Michael Jackson ocorrerá na terça-feira (7), no Ginásio Staples Center, casa da equipe de basquete Los Angeles Lakers.

O funeral aberto ao público de Michael Jackson ocorrerá na terça-feira (7), no Ginásio Staples Center, casa da equipe de basquete Los Angeles Lakers.

O Staples Center, ginásio da equipe de basquete Los Angeles Lakers, tem capacidade para 20 mil pessoas

O Staples Center, ginásio da equipe de basquete Los Angeles Lakers, tem capacidade para 20 mil pessoas

A AEG Live, empresa dona do ginásio e uma das organizadoras dos shows de Michael, prometeu instalar telões do lado de fora para que os fãs do cantor

A AEG Live, empresa dona do ginásio e uma das organizadoras dos shows de Michael, prometeu instalar telões do lado de fora para que os fãs do cantor

Anúncios

Read Full Post »