Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 18 de abril de 2009

 

Mudança de Cultura

 

Pr. Cyro Mello, secretário-Adjunto da CGADB

 

A Mesa Diretora da CGADB tomou uma decisão muito feliz (como todas as demais), ao incentivar a antecipação das inscrições. Essa iniciativa começou a partir da 4ª AGE, em Porto Alegre, como o nobre companheiro pode muito bem lembrar. Como se tratava de uma mudança de cultura, essa transição precisou ser planejada. Em Porto Alegre, ainda foi possível fazer inscrições no primeiro dia da AGE, mas a partir desta 39ª AGO, o último dia foi 20 de janeiro (com exceções aos ministros residentes da cidade do Rio de Janeiro).

 

É claro que não foi uma mudança cultural tão simples, porque foram exatamente 174 dias, um pouco menos de 6 meses, em que as inscrições estiveram abertas. De 1 de agosto/2008 até 20 de janeiro/2009! Para as próximas AGOs e AGEs, certamente não haverá aquela velha “agonia” de se deixar tudo para os últimos 30 minutos, do último dia de inscrição. Como estamos praticamente no início do nosso segundo centenário é razoável pensar que não sofreremos mais essa tal “agonia”. As intermináveis filas e as “pastas” insuficientes são fatos do passado. Eu creio nisto! O maior beneficiado sempre será o próprio ministro.

 

O total de inscritos ultrapassa a casa dos 17 mil. Isto representa 50% do número de ministros ativos (entre missionários e ministros jubilados), aproximadamente! Sem dúvida, antes de iniciar a primeira seção, o presidente já terá o total exato de inscritos, como reza o Artigo 7º do nosso Regimento Interno. Quando escrevi este texto, a Comissão Jurídica ainda se debatia entre processos, impugnações, liminares e contestações, diante de seus algozes. Desde 1930 que uma Comissão com esta nomenclatura não atua tão intensamente. Se bem que essas pechas de “impugnação”, e “liminar” não existiam nessa época. Os viventes desses idos afirmam com a face e a mão direita levantada aos céus, que os primeiros onze versículos da primeira carta do Apóstolo Paulo (com a maiúscula) eram lidos, entendidos e praticados pelos pioneiros. Tempo bom aquele!

 

Não sabemos quando teremos outra Assembléia tão concorrida. Quem sabe meus netos estejam aqui para testemunhar. Talvez as próximas eleições sejam regidas por outro sistema menos oneroso. A propósito, não é por acaso que estamos completando nosso primeiro centenário.

 

 O local escolhido para realização do evento é o Centro de Exposições de Carapina, cidade de Serra, na Grande Vitória, Espírito Santo. O convencional dispõe de espaço suficiente para votar com adequado conforto. Para esse fim a Comissão Eleitoral tem envidado todos os esforços para proporcionar uma votação tranquila, dentro dos princípios que regem nossa conduta cristã, quais sejam, a legalidade, o direito e a boa ordem.   

 

Abertura

 

A abertura do evento será no dia 20, às 19 horas, no próprio local das plenárias. O preletor da noite de abertura será o presidente da Convenção Geral, pastor José Wellington Bezerra da Costa e os preletores dos devocionais serão os pastores Hidekazu Takayama (PR), José do Prado Veiga (SP), Daniel Silva (AL), Pedro Aldi Damasceno (MA), Genildo Simplício (SP), Josué Brandão (BA), José Antonio dos Santos (AL) e Gilvan Rodrigues (PB).

 

As esposas dos ministros terão palestras específicas, sob a coordenação da irmã Wanda Freire Costa, que preside a União das Esposas de ministros das Assembléias de Deus (Unemad). O local das palestras será um plenário separado, especialmente preparado para esse fim.

 

Temário

 

O temário desta AGO, conforme consta no Edital de Convocação e publicado no Mensageiro da Paz, órgão oficial da CGADB, será o seguinte:

 

1) Posicionamento da CGADB quanto à nulidade ou anulabilidade do casamento, união estável e concubinato, e a revisão do posicionamento acerca do divórcio. 

 

2) Ênfase aos princípios pentecostais, face à celebração do Centenário das Assembléias de Deus.

 

3) Perigos que ameaçam as Assembléias de Deus no Brasil:

    a) Mornidão;

    b) Modismos neo-pentecostais;

    c) Remoção dos marcos antigos;

    d) Omissão dos valores eclesiásticos.

 

4) Julgamento de recursos contra decisões da Comissão Eleitoral, conforme disposto no artigo 32 do Estatuto Social e artigo 58 do Regimento Interno.

 

5) Apreciar e deliberar sobre relatórios da Mesa Diretora e do Conselho Fiscal, relativos ao período do mandato, conforme disposto no artigo 8º – III, do Regimento Interno.

 

6) Eleição e posse da Mesa Diretora e do Conselho Fiscal.

 

Horário

 

Todas as normas reguladoras do processo eleitoral estão estabelecidas nos artigos 39 ao 127 do Regimento Interno. Cada sessão da Assembléia Geral funcionará no período das 9 às 12h e das 14 às 17h.

 

Para maior viabilidade dos trabalhos a Mesa Diretora pretende fazer uma única seção a cada dia (É claro, com espaço para almoço!)

 

De acordo com o disposto no artigo 17 do Estatuto Social, poderão votar pelo sistema eletrônico oficial ou manual, somente os convencionais presentes e, evidentemente, inscritos para esta Assembléia Geral.

 

A sessão destinada à realização da eleição funcionará a partir das 8h, do dia 23 de abril, ininterruptamente, até a conclusão dos trabalhos de apuração e a totalização dos votos. A proclamação do resultado pela Comissão Eleitoral e a posse dos eleitos ocorrerão no mesmo dia.

 

Cada convencional deverá estar atento para o fato de que a finalização do recebimento dos votos ocorrerá às 17h, somente sendo admitido votar após esse horário, o associado que já estiver na respectiva seção eleitoral, mediante recebimento de senha e entregue à mesa sua credencial ou documento de identificação.

 

Esperamos que, uma vez mais, a bondade do Todo-Poderoso seja derramada em nossos corações, por Cristo Jesus, “de quem somos e servimos” (At 27.23). Finalizo com as palavras de Samuel, ao afirmar em Mispa, depois da flagrante derrota dos filisteus diante do povo de Deus: “Até aqui nos ajudou o Senhor” (1Sm 8-12)!

 

Anúncios

Read Full Post »